Exterior

Kim Jong-un chora e pede perdão por seu desempenho no governo

Gesto raro de emoção ocorreu durante discurso em um desfile militar
Líder norte-coreano, Kim Jong-un pediu desculpa por seu desempenho no governo. Crédito da Foto: STR / KCTV / AFP

O líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chorou ao pedir desculpas por seu desempenho à frente do país, afetado por sanções internacionais, desastres naturais e, mais recentemente, pela pandemia de coronavírus. O gesto raro de emoção, que ocorreu no sábado (10), durante discurso em um desfile militar, foi mais um sinal da crescente pressão sobre o seu regime, segundo analistas.

“Nosso povo depositou confiança em mim, tão alta quanto o céu e tão profunda quanto o mar, mas não consegui sempre viver de acordo com isso de forma satisfatória”, disse Kim. “Eu realmente sinto muito por isso”, completou, segundo o jornal sul-coreano Korea Times.

Embora o governo insista que não tenha registrado nenhum caso do vírus, a economia já afetada por anos de sanções nucleares foi profundamente abalada. O mais perto de um caso registrado oficialmente no país foi uma “possível contaminação” em julho de um cidadão norte-coreano que fugiu para a Coreia do Sul e depois retornou ilegalmente a Pyongyang. A Coreia do Sul, por sua vez, soma mais de 24,7 mil casos, incluindo 433 mortes. (Estadão Conteúdo)

Comentários