Covid-19 Exterior

França ultrapassa as 27.000 mortes pelo novo coronavírus

O número de pacientes em unidades de tratamento intensivo, no entanto, segue em queda
Desde o início da epidemia, 97.424 pessoas foram hospitalizadas e, delas, 58.673 se curaram. Crédito da foto: AFP / FRANCK FIFE

 

A França ultrapassou as 27.000 mortes por Covid-19 após registrar 83 novos óbitos em 24 horas. O número de pacientes em unidades de tratamento intensivo, no entanto, segue em queda, de acordo com o balanço da Direção Geral de Saúde (DGS) nesta quarta-feira (13).

A COVID-19 matou pelo menos 27.074 pessoas desde 1º de março, mas a pressão nos serviços de terapia intensiva diminuiu, com menos de 2.500 pacientes (2.428) pela primeira vez desde 24 de março e 114 pacientes a menos do que na terça-feira.

Na noite de quarta-feira, 543 novas internações foram registradas, em comparação com 833 há uma semana, elevando o número de pessoas hospitalizadas para 21.071 (comparado a 23.983 há uma semana), disse a DGS.

Segundo os dados, 17.101 pacientes morreram em hospitais desde o início da epidemia. O balanço de óbitos em casas de repouso foi revisado após um erro de contagem e subiu para 9.973, informou a DGS.

Desde o início da epidemia, 97.424 pessoas foram hospitalizadas e, delas, 58.673 se curaram.

Menos de 10% da população foi infectada pelo novo coronavírus na região de Paris e no nordeste, as duas áreas mais afetadas da França, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira pela revista Science.

A pequisa indica que em todo o país o vírus infectou 4,4% da população, ou seja, cerca de 2,8 milhões de pessoas até 11 de maio.

No final de abril, as primeiras estimativas do Instituto Pasteur indicavam 5,7% de infectados entre a população francesa ou seja, 3,7 milhões de pessoas até 11 de maio.

De qualquer forma, o número está longe do nível suficiente para a imunização coletiva que permitiria ao país evitar uma segunda onda de infecções.

“Seria necessário que cerca de 65% da população fosse imunizada para que a epidemia fosse controlada pela própria imunidade”, afirmam os autores do estudo. (AFP)

Leia mais  Los Angeles prevê confinamento por coronavírus até julho
Comentários