Exterior

França: 31.000 ‘coletes amarelos’ protestam, 700 pessoas foram detidas

Em Paris, houve conflitos entre manifestantes e policiais

 

É o quarto consecutivo de manifestações. Crédito da foto: AFP / Belga/ James Arthur Gekiere

 

Atualizado 17:08

Ministro do Interior contabiliza 135 feridos em protestos de Paris

O ministro do Interior da França disse há pouco que a violência dos protestos em Paris está “sob controle” apesar do clima ainda tenso, mas classifica essa violência como “totalmente inaceitável”. Christophe Castaner disse que 135 pessoas ficaram feridas nos protestos deste sábado, incluindo 17 policiais. Ele diz que medidas de segurança “excepcionais” permitiram que policiais prendessem quase mil pessoas.

Casataner estimou que havia 10.000 manifestantes de coletes amarelos em Paris, e cerca de 125 mil manifestantes em todo o país. Manifestantes quebraram vitrines e incendiaram as ruas da capital francesa e entraram em confronto com a polícia, que atirou bombas de gás lacrimogêneo.

Os protestos

As ações dos manifestantes por toda a França começaram há três semanas, em razão do anúncio de que haveria aumento nos impostos sobre combustíveis, em especial do diesel. A medida, que iria passar a valer a partir de 1º de janeiro, foi adiada por Philippe, mas os protestos contra o governo continuaram.

Cerca de 31.000 membros dos “coletes amarelos” protestam na França, e mais de 700 pessoas foram detidas neste sábado (8), o quarto consecutivo de manifestações desse coletivo antigoverno – informou o secretário de Estado do Interior, Laurent Nuñez.

Leia mais  Ex-guarda nazista de 95 anos é deportado

Em Paris, onde houve conflitos entre manifestantes e policiais, pelo menos 8.000 pessoas participavam dos protestos, e 575 foram detidas, disse Nuñez à emissora France 2. Estes números são similares aos da semana passada.  (AFP)

 

Comentários