Exterior

Estados Unidos anunciam novas sanções contra o Irã

As medidas foram impostas contra apoiadores da milícia Basij
Steven Mnuchin, secretário do Tesouro dos Estados Unidos. Crédito da foto: Goh Chai Hin/ AFP

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou sanções contra o que qualificou como uma “vasta rede de negócios que fornece apoio financeiro” à milícia Basij, uma força paramilitar ligada à Guarda Revolucionária do Irã. Em comunicado, o Tesouro americano afirma que essa milícia recruta e treina crianças como soldados, além de controlar vários interesses empresariais em áreas como mineração, automóveis, metais e bancos, com negócios no Oriente Médio e na Europa.

Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin afirma que a atuação da força iraniana “tem consequências humanitárias reais no mundo” e ajuda a fazer valer as “violentas ambições do regime no Oriente Médio”. A sanção busca punir terroristas e quem fornece apoio a eles, diz a nota oficial.

Os EUA impuseram sanções contra uma rede de 22 bancos, fundos e companhias que seriam usados para financiar a milícia Basij, formada pouco após a Revolução Islâmica de 1979. Segundo o governo americano, são recrutadas até crianças de apenas 12 anos para essa força. Agentes da milícia são enviados à Síria para apoiar o “brutal regime” de Bashar al-Assad, complementa o comunicado.

Leia mais  Trump diz que ex-conselheiro atrasou negociações de paz

O Tesouro americano afirma ainda que uma série de entidades mantêm negócios com as companhias suspeitas, na Ásia e na Europa Segundo o governo do presidente Donald Trump, essas entidades devem garantir que evitem negócios que apoiem atividades ilegais do regime iraniano, ou podem acabar também alvo de sanções. (Gabriel Bueno da Costa – Estadão Conteúdo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO