Exterior

Encontro discute como produzir mais vacinas

Encontro discute como produzir mais vacinas
Crédito da foto: Wang Zhao/ AFP

Como produzir rapidamente mais vacinas para aliviar a escassez que retarda a luta contra a pandemia do coronavírus? Os principais atores do setor reúnem-se amanhã e terça-feira para tentar encontrar respostas concretas para este problema.

“Trata-se de destacar as deficiências que temos no momento nas cadeias de suprimentos de reagentes, matérias-primas, produtos que são necessários para fazer as vacinas”, explicou a chefe científica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, em coletiva de imprensa na sexta-feira.

Com a pandemia de Covid-19, que causou mais de 2,58 milhões de mortes em 14 meses, a demanda por esses insumos atingiu níveis sem precedentes. A indústria farmacêutica espera fabricar 10 bilhões de doses anti-covid este ano, ou o dobro da capacidade de fabricação de todas as vacinas combinadas em 2019.

Mas, para isso, não são apenas necessárias as substâncias necessárias em quantidades sem precedentes, mas também o vidro para os frascos, plástico ou tampas, em um contexto em que as cadeias de abastecimento são altamente afetadas em todo o mundo justamente por causa da pandemia, lembra Soumya.

“A cúpula realmente se concentrará na antecipação, carências, como elas podem ser preenchidas e em encontrar soluções”, explica, “porque isso pode fazer a diferença no curto prazo”.

Leia mais  Marido da rainha Elizabeth II, príncipe Philip morre aos 99 anos

Pressionados por governos e opinião pública, grandes grupos farmacêuticos, normalmente concorrentes ferozes, multiplicaram acordos para fabricar esses injetáveis juntos. (Christophe Vogt – AFP)

Comentários