Exterior

China vai à Lua para coletar rochas pela primeira vez em mais de 40 anos

A viagem é outro marco na ascensão lenta, mas constante do país na aventura espacial
China vai à lua para coletar rochas pela primeira vez em mais de 40 anos
Missão vai perfurar o solo lunar a fim de colher amostras a 2 metros da superfície. Crédito da foto: Reprodução internet / Cortesia CCTV

A China lançou uma missão ambiciosa para trazer material da superfície da Lua pela primeira vez em mais de 40 anos — um empreendimento que poderia aumentar a compreensão humana sobre as origens do satélite e sobre o sistema solar em geral.

A sonda espacial Chang’e 5 decolou na madrugada desta terça-feira (24) (tarde de segunda-feira, no Brasil) para coletar rochas e outras amostras e trazê-las à Terra.

O lançamento ocorreu na base espacial de Wenchang, na ilha de Hainan, às 4h30, quando o foguete Longa Marcha-5 saiu da plataforma.

Nome em homenagem à antiga deusa chinesa da Lua, a Chang’e 5 pesa oito toneladas e tem quatro módulos, que se encarregarão respectivamente da órbita em torno ao satélite, da alunissagem, da decolagem lunar e do retorno à Terra.

A principal tarefa da missão é perfurar 2 metros na superfície da Lua e recolher cerca de 2 quilos de rochas — operação mais complicada do que simplesmente apanhar pedras no solo lunar.

Leia mais  Helicóptero Ingenuity da Nasa já está no solo de Marte

A viagem é outro marco na ascensão lenta, mas constante do país na aventura espacial.

Internautas brasileiros registraram a passagem da Chang’e 5 pelo céu. O registro foi feito principalmente por moradores de cidades de Bahia, Ceará e Piauí, que se surpreenderam com a ‘nuvem brilhante‘ como alguns o chamaram. (Estadão Conteúdo)

Comentários