Exterior

Caso Skripal: Rússia é culpada e queremos prender suspeitos, diz May

"Não há outra linha de investigação neste momento", afirmou May
May deu detalhes sobre os passos dos suspeitos – Foto: Adrian Dennis/AFP

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou nesta quarta-feira (5) que as investigações de seu país concluíram que o Estado russo é culpado de envolvimento no ataque contra o ex-espião russo Sergei Skripal e de Yulia, filha dele. A dupla foi envenenada por um agente nervoso na cidade inglesa de Salisbury.

Mais cedo hoje, promotores britânicos acusaram dois cidadãos russos pela tentativa de matar o ex-espião, que vivia no Reino Unido desde 2010. Os suspeitos foram identificados como Alexander Petrov e Ruslan Boshirov. Em declarações na sede do Legislativo, May deu detalhes sobre os passos dos suspeitos, que viajaram de Moscou para Londres, teriam cometido o crime e depois voltado à capital russa. A polícia britânica concluiu que provavelmente eles viajaram com nomes falsos.

Leia mais  Juiz paraguaio concede prisão domiciliar a Ronaldinho Gaúcho

“Não há outra linha de investigação neste momento”, afirmou May ao falar sobre o “ato desprezível” cometido em solo britânico. “A investigação forense produziu informação suficiente para apresentar acusação contra os dois cidadãos russos”, disse ela na Câmara dos Comuns. A premiê disse que foi confirmado o uso de agente químico nervoso e censurou o comportamento do governo russo no caso, que segundo ela só “reforça a culpabilidade” do país no episódio. “A Rússia tem respondido ofuscando os fatos e mentindo”, criticou. “Adotaremos todas as medidas possíveis para prender, extraditar e julgar os suspeitos.” (Gabriel Bueno da Costa – Estadão Conteúdo)

Comentários