Esporte

Volante Hudson se despede do São Paulo

Volante Hudson se despede do São Paulo
O atleta renovou contrato de empréstimo com o Fluminense. Crédito da foto: Lucas Merçon / Fluminense FC

Após sete temporadas, intercaladas com dois períodos de empréstimo (Cruzeiro, em 2017, e Fluminense, em 2020), o volante Hudson, de 33 anos, se despediu do São Paulo O jogador acertou a renovação do empréstimo com o time das Laranjeiras até 31 de dezembro, quando encerra seu contrato como a equipe do Morumbi.

Apesar do longo período no São Paulo, Hudson não festejou um título. Segundo o atleta, muito por falta de blindagem dos jogadores, que ficam intranquilos pela “seca” de conquistas. “No São Paulo, como é um clube acostumado a ganhar títulos importantes, esse jejum vai se tornando pesado. A cada campeonato, ano que passa, os jogadores até certo ponto sentem isso em determinados momentos das competições. Acho que tem que procurar dar tranquilidade para eles.”

Mas o fato de não ter levantado uma taça não deixa o volante frustrado. “Confesso que não tenho frustração. Claro que eu queria levantar muito um título pelo São Paulo, mas sou muito grato ao clube. Sempre fui muito comprometido, responsável com a instituição. Eles me colocaram no cenário da elite do futebol brasileiro, eu só tenho que agradecer ao São Paulo.”

Leia mais  Líder e invicto, Timão agora quer jogar bom futebol

Vindo em 2014 do Botafogo, Hudson disputou 198 jogos pelo São Paulo e marcou seis gols. Ele destacou o melhor momento da equipe neste período na Libertadores 2016. Já o momento mais duro foi a final do Paulistão de 2019, diante do Corinthians. “Aquela derrota, com gol no finalzinho, foi bastante dolorida. A gente tinha um time jovem, que estava se reconstruindo e que demonstrava muito potencial.” (Estadão Conteúdo)

Comentários