Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Verdão exalta primeiro clássico vencido no ano

25 de Agosto de 2020

Verdão exalta primeiro clássico vencido no ano Patrick de Paula comemora o gol da vitória sobre o Santos no Morumbi. Crédito da foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras (23/8/2020)

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Santos no clássico paulista de domingo (23), no Morumbi, em São Paulo, pela quinta rodada do Brasileirão, o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, elogiou o time alviverde. O treinador exaltou o bom jogo do meia-atacante Lucas Lima, a atuação do jovem Patrick de Paula e classificou a atuação como “convincente”, ressaltando o fato de que a sua equipe não perde há nove partidas.

Foi uma atuação convincente. (...) Estar invicto há nove jogos é bom, porque a invencibilidade te motiva. E você começa a criar pressão nos adversários. Olham para nós de maneira diferente”, acrescentou o comandante alviverde em entrevista coletiva após o confronto.

O jogo foi definido em um golaço do volante Patrick de Paula. Luiz Adriano abriu o placar para o alviverde, de pênalti, mas Ramires fez contra para empatar no começo do segundo tempo. Com o resultado, o Palmeiras chegou aos oito pontos, na quarta posição da tabela de classificação, apesar de ter um jogo a menos, já que não enfrentou o Vasco na primeira rodada em função da final do Campeonato Paulista.

Já o Santos ficou nos sete pontos, no sexto lugar. O técnico Cuca fez uma rápida análise da partida. “Tem o lance do pênalti. É interpretativo. Essa interpretação, temos que entender e ainda não consegui. O Palmeiras tem time mais pronto, é óbvio. Time treinado há mais tempo. Vanderlei tem controle do esquema, as peças deixam time melhor. Ele sabe usar bem isso. Temos que reconhecer isso e a luta do Santos com cinco ou seis meninos”. (Estadão Conteúdo)

PALMEIRAS 2 x 1 SANTOS

Palmeiras - Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique (Ramires), Patrick de Paula, Gabriel Menino (Gustavo Scarpa), Lucas Lima e Rony (Willian); Luiz Adriano (Gabriel Silva). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Santos - João Paulo; Pará (Madson), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca (Jobson) e Carlos Sánchez (Marcos Leonardo); Marinho (Taílson), Kaio Jorge (Lucas Braga) e Soteldo. Técnico: Cuca

Gols - Luiz Adriano (pênalti), aos 45 minutos do primeiro tempo; Ramires (contra), aos 2, e Patrick de Paula, aos 27 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - Bruno Henrique, Luiz Adriano, Rony, Ramires e Gabriel Silva (Palmeiras); Felipe Jonatan e Diego Pituca (Santos)

Cartão vermelho - Alison (Santos)

Árbitro - Vinícius Gonçalves Dias Araújo (Fifa-SP)

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)