Esporte

Tite convoca seleção com 11 novidades em relação à lista da Copa do Mundo

As principais novidades são os meio-campistas Lucas Paquetá (Flamengo), Arthur (Barcelona) e Andreas Pereira (Manchester United)
Tite durante anúncio dos convocados da seleção brasileira. Crédito da foto: Carl de Souza / AFP

O técnico Tite fez nesta sexta-feira (17), na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, a primeira convocação da seleção brasileira após a eliminação para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo. A lista do técnico traz 11 mudanças em relação ao elenco que disputou o Mundial na Rússia, entre junho e julho.

As principais novidades entre os 24 convocados são os meio-campistas Lucas Paquetá (Flamengo), 20, Arthur (Barcelona), 22, e Andreas Pereira (Manchester United), 22, e os atacantes Pedro (Fluminense), 21, artilheiro do Campeonato Brasileiro com 10 gols, e Éverton (Grêmio). “Tentei procurar ser o mais justo possível. A minha responsabilidade é com a seleção, mas tenho que enxergar o outro lado. Como procurei equilibrar, decidi não trazer dois de cada clube. Poderia chamar um do Palmeiras, o Bruno Henrique, que está jogando muito, mas tenho que dar a oportunidade a esses atletas. A maneira de equilibrar isso foi o critério de não chamar dois atletas. Talvez, forçar uma convocação, trazer um atleta do Palmeiras, mas não entendi abrir mão do Fred e outros que estão em bom momento. Ficam prejudicadas as três equipes em detrimento do Palmeiras em razão da convocação? Sim.”, disse o técnico Tite, ao justificar a convocação de jogadores de Corinthians, Flamengo, Grêmio e Cruzeiro, que disputam, assim como o Palmeiras, fases decisivas de Copa do Brasil e Libertadores.

Leia mais  Corinthians não paga salário há três meses

O primeiro teste da nova seleção brasileira chamada por Tite acontecerá em setembro. O Brasil inicia o ciclo para a Copa do Mundo do Qatar com os amistosos contra os EUA, dia 7, em Nova Jersey, e El Salvador, dia 11, em Washington. A apresentação dos jogadores está prevista para o dia 2.

Além de iniciar o trabalho de olho no próximo Mundial, a seleção também tem em seu radar a disputa da Copa América de 2019, que será realizada no Brasil. Para Tite, a convocação desta sexta-feira significa a largada para uma nova fase no comando da seleção brasileira. Ele acertou a renovação do contrato com a CBF em 25 de julho, apenas 19 dias após a derrota por 2 a 1 para a Bélgica, que custou a eliminação na Copa da Rússia.

Esta será a segunda vez que um treinador que não foi campeão com o Brasil em uma Copa do Mundo seguirá na seleção na abertura do ciclo seguinte.  Após ficar em terceiro lugar na Argentina, em 1978, Cláudio Coutinho foi mantido pela CBF à frente do time brasileiro. Com a eliminação na Copa América de 79, depois de um empate por 2 a 2 com o Paraguai no Maracanã, Coutinho deixou o cargo e foi comandar o Flamengo. (Folhapress)

Leia mais  Goleada de 7 a 1 para a Alemanha faz 6 anos

Os convocados do Brasil pós-Copa

Goleiros:
Alisson (Liverpool)
Neto (Valencia)
Hugo (Flamengo)

Laterais:
Danilo (Manchester City)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Fagner (Corinthians)
Alexsandro (Juventus)
Fabinho (Liverpool)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (PSG)
Dedé (Cruzeiro)
Felipe (Porto)

Meio-campistas:
Andreas Pereira (Manchester United)
Philippe Coutinho (Barcelona)
Willian (Chelsea)
Fred (Manchester United)
Arthur (Barcelona)
Lucas Paquetá (Flamengo)
Renato Augusto (Beijing Guoan)

Atacantes:
Neymar (PSG)
Roberto Firmino (Liverpool)
Douglas Costa (Juventus)
Pedro (Fluminense)
Éverton (Grêmio)

Comentários