Esporte

Técnico prevê Verdão ‘inteiro’

A “gestão de energia” tem sido feita pelo treinador ao poupar jogadores importantes do time nos últimos jogos
Palmeirenses desembarcaram ontem à tarde e treinam hoje, no Engenhão. Crédito da foto: Conmebol / Divulgação (27/1/2021)

A “maratona” de dez jogos num intervalo de apenas um mês não vai abalar o Palmeiras para a grande final da Copa Libertadores, no sábado, contra o Santos. Esta é a avaliação do técnico Abel Ferreira, para quem o time soube suportar esta dura sequência de partidas, por diferentes competições, e chegará “inteiro” para o aguardado duelo no Maracanã, no Rio de Janeiro.

“Deve ser a primeira vez na história que uma equipe tem dez jogos no mês. Desafio a quem gosta de futebol (a checar), mas estou convencido de que somos uma das únicas equipes a ter dez jogos no mês. É duro, é pesado. Como treinador, tenho que pensar no presente e no futuro, de forma global. É preciso gestão de energia e jogar na máxima força. A cada jogo, jogaram aqueles que estavam na máxima força”, disse.

Leia mais  Supercopa abrirá o ano do Magnus

A “gestão de energia” tem sido feita pelo treinador ao poupar jogadores importantes do time nos últimos jogos. Contra o Vasco, no empate por 1 a 1 no Allianz Parque, Ferreira poupou mais de uma equipe completa: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan, Viña, Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael, Raphael Veiga, Rony, Willian e Luiz Adriano.

Com satisfação, o português vê o Palmeiras preparado para a grande final, no sábado. “É um jogo muito particular, é uma final. É fruto de um grande trabalho das duas equipes. Chegam as duas com mesmo desejo e ambição. Da minha parte, vamos nos preparar como temos feito em todos os jogos, encarar as emoções que temos e aceitá-las. Quando chegar o momento do apito do árbitro concentrar nossa energia para o plano de jogo. Não vamos nos preparar agora, estamos nos preparando. Tenha certeza absoluta que essa galera está preparada para esta final”, declarou.

Além da preparação e tensão envolvidas na final, Abel Ferreira avisou que vai pedir aos seus jogadores que desfrutem do momento, no sábado. “Foi para isso que estudei e trabalhei tanto, para chegar à final e desfrutar com responsabilidade e viver este momento. Nem todos jogadores e treinadores chegam à final. Temos esse privilégio e temos de fazer o que nos compete, que jogar em alto nível”, afirmou.

Leia mais  Ariel Holan pode assumir o Santos

O Verdão desembarcou ontem (27) por volta das 16h40 no Rio de Janeiro. A equipe viajou completa. (Felipe Rosa Mendes – Estadão Conteúdo)

 

Comentários