Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Sorocabanos vão a torneio na Croácia

10 de Fevereiro de 2021

Sorocabanos vão a torneio na Croácia Fábio Lopes (foto) e Fábio Fernandes participam da Copa do Mundo em maio. Crédito da foto: Arquivo Pessoal

Os sorocabanos Fábio Lopes e Fábio Fernandes serão os representantes do Brasil em uma etapa da Copa do Mundo de kickboxing, em maio, na Croácia. São diversas etapas que contam pontuação para definir o melhor atleta do mundo na Copa. Outra competição será o Campeonato Mundial, que este ano será disputado na Rússia, em novembro.

A participação nesta etapa da Copa é justamente para dar rodagem aos lutadores para o torneio no final do ano. “A ideia é fazer pontuação nesse evento na Croácia, ganhar experiência no evento europeu, que é muito forte no leste europeu. Quero ser campeão, lógico, mas é ganhar experiência para ir em novembro para Rússia disputar o Mundial”, conta Lopes.

A trajetória de Fábio Lopes nas artes marciais começou no kung fu, em 2004. O kickboxing entrou em sua vida em 2011. Desde 2014, o sorocabano é faixa preta na modalidade e já participou de eventos profissionais, como o WGP, o maior da América Latina. Entre outros títulos, é tetracampeão paulista e campeão da Copa do Brasil, em 2019.

A maior parte da carreira dentro do kickboxing foi em meio à uma jornada dupla. Formado em Direito, Fábio trabalhava em uma consultoria tributária. Dividindo a vida entre o escritório e o ringue, a luta levou a melhor. Desde 2019, se dedica exclusivamente ao esporte. Dá aulas em uma academia da cidade, além de atuar como atleta profissional. Mesmo assim, o trabalho continua sendo dobrado.

A energia não é gasta apenas nos chutes e socos, mas também para conseguir parceiro e patrocinadores para conseguir bancar a vida de atleta. São diversas frentes para levantar fundos que consigam apoiar as viagens dos sorocabanos. Rifas, vaquinhas on-line, venda de camisetas, trabalho como personal trainer. Sem apoio e com altos custos, as participações nos eventos são indefinidas. Por isso, os “Fábios” seguem em mais uma luta para representar a cidade pelo mundo.

“A ideia é conseguir arrecadar verba para não arcar financeiramente sozinho, sair do próprio bolso, ou deixar de ir (para um evento) por não ter um patrocínio. Então, hoje eu e o Fábio Fernandes estamos em busca de parcerias para chegar bem preparados”, finalizou. (Zeca Cardoso)