Esporte

São Paulo visita o Athletico-PR, em Curitiba, com o Inter no encalço

Tratado como inimigo pelos paranaenses desde 2005 quando não aceitou jogar a decisão da Libertadores na Arena, os paulistas costumam sofrer ali

 

O técnico Fernando Diniz e Tchê Tchê se entenderam; o meia substitui Luciano, lesionado. Crédito da foto: Divulgação / SPFC (16/1/2021)

A eliminação na Copa do Brasil e as duas derrotas seguidas no Brasileirão mudaram o clima do São Paulo. Correndo risco de perder a liderança para o Internacional, o time precisa apagar a má impressão das últimas rodadas e entra em campo pressionado diante do Athletico-PR, às 16h, na Arena da Baixada. Sem Luciano, contundido, o Tricolor perdeu ontem (16) o meio-campista Hernanes, que testou positivo para Covid-19.

Tratado como inimigo pelos paranaenses desde 2005 quando não aceitou jogar a decisão da Libertadores na Arena, os paulistas costumam sofrer ali. Não apenas no gramado, mas por muitas ações extracampo, como cheiro forte de tinta nos vestiários, água fria ou falta dela. O retrospecto é péssimo, com apenas três vitórias em 27 jogos no local, mas o Tricolor vem de dois triunfos seguidos ali, ambos por 1 a 0.

Leia mais  Com saque implacável, Medvedev vence Tsitsipas e fará final contra Djokovic

Vencer é essencial para evitar pressão ainda maior da concorrência. São apenas três pontos a mais que o Inter (56 a 53), adversário do Fortaleza, às 20h30, no Beira-Rio. E, mais uma vez, Fernando Diniz não vai contar com o atacante Luciano, decisivo no 1 a 0 do primeiro turno. Ele ainda se recupera de inflamação na perna. Após discussão com o técnico e ausência diante do Santos por suspensão, Tchê Tchê deve ser o substituto.

O desafio é desencantar nessa série de jogos sem Luciano: são três jogos sem vencer, justamente o período da lesão. O Tricolor ainda ainda terá o retorno de Bruno Alves na defesa para tentar segurar o ímpeto dos paranaenses. Ambos estão entre as melhores campanhas do segundo turno e prometem um jogo ofensivo em Curitiba.

Em 11º lugar, com 38 pontos, o Furacão quer manter a sequência de quatro jogos invicto, sendo três vitórias. O técnico Paulo Autuori deve promover mudanças na escalação, porque conta com os importantes retornos dos atacantes Nikão e Renato Kayzer.

Leia mais  R$ 5 mi ao campeão e estádios vazios

Os dois jogadores cumpriram suspensão no empate sem gols no clássico diante do Coritiba. Com isso, Lucho González e Bissoli voltam para a reserva. O lateral-direito Jonathan e o volante Christian, que ficaram no banco no clássico, devem retomar a titularidade. (Estadão Conteúdo)

 ATHLETICO-PR x SÃO PAULO

São Paulo – Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê, Gabriel Sara e Igor Gomes; Brenner. Técnico: Fernando Diniz
Athletico-PR – Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Christian, Léo Cittadini e Carlos Eduardo; Nikão e Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori
Árbitro – Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Horário – 16h
Local – Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Comentários