Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

São Paulo sua para vencer o Guarani por 3 a 2 no Paulistão

15 de Abril de 2021

São Paulo sua para vencer o Guarani por 3 a 2 no Paulistão Wellington comemora o seu gol contra o Bugre, marcado no final do 1º tempo. Crédito da foto: Rubens Chiri / Sãopaulofc.net (14/4/2021)

O São Paulo conseguiu nesta quarta-feira (14) a terceira vitória na maratona iniciada sábado no Campeonato Paulista. Mas os 3 a 2 sobre o Guarani, no Morumbi, foram sofridos. O time teve bons momentos, mas falhou muito na defesa e quase foi castigado. Mas chegou aos 16 pontos, na liderança do Grupo B, e chega forte para o clássico contra o Palmeiras, amanhã (16), no Allianz Parque. O time de Campinas é o terceiro do Grupo D, com cinco pontos.

Com o time jogando a cada 48 horas, Hernán Crespo optou por uma equipe reserva, o que possibilitou a reestreia de Miranda, de volta ao Tricolor após 10 anos, e a escalação de oito jogadores formados em Cotia desde o início da partida. Benítez também começou pela primeira vez. O Guarani saiu na frente: em cobrança de escanteio, aos nove minutos, Lucas Perri falhou ao tentar dar o tapa, a bola bateu em Miranda e sobrou para o zagueiro Airton encher o pé.

Logo depois, o Guarani, com ajuda do desvio de um defensor do São Paulo, colocou uma bola na trave. A sequência acordou o Tricolor, que chegou ao empate com Wellington. A jogada foi rápida, objetiva e envolvente, da maneira como Crespo propõe: Talles -- que fez ótimo primeiro tempo --, lançou na direita para Galeano, que cruzou de primeira. Benítez foi mais rápido que a zaga, cabeceou livre, o goleiro Gabriel rebateu, mas Wellington, que chegava como uma flecha, não desperdiçou o rebote.

A virada veio no início da etapa inicial, numa jogada em que Igor Gomes inicialmente se enrolou após belo passe de Benítez, mas, na sequência, a bola chegou para novo cruzamento de Galeano e Igor, desta vez, bateu forte, de primeira.

Com a vantagem, o São Paulo se posicionou um pouco mais atrás, para atrair o Guarani e ter mais espaço para agredir. Mas foi o time de Campinas quem chegou ao gol. Aos 24 minutos, Perri ainda fez ótima defesa em cabeçada de Davó. Na jogada seguinte, porém, Davó cruzou da direita, ninguém tirou e Bruno Sávio empurrou para o gol.

O Guarani se animou e Andrigo quase fez o terceiro em cobrança de falta. O São Paulo também teve chance. Vitor Bueno perdeu uma incrível, mas aos 39, não vacilou. Em nova assistência de Galeano, a terceira para gol, ele invadiu e tocou na saída do goleiro Gabriel. Foi o gol da vitória de um time que, apesar das falhas, teve mais méritos que defeitos. (Estadão Conteúdo)

São Paulo 3 x 2 Guarani

São Paulo - Lucas Perri; Diego Costa, Miranda e Rodrigo; Galeano, Liziero (Luan), Talles, Igor Gomes (Éder), Benítez (Bruno Rodrigues) e Wellington (Léo); Vitor Bueno (Arboleda). Técnico: Hernán Crespo

Guarani - Gabriel; Éder Sciola, Romércio, Airton e Bidu (Eliel); Rodrigo Andrade, Índio e Régis (Davó); Andrigo, Bruno Sávio (Renanzinho) e Júlio César (Matheus Souza). Técnico: Allan Aal

Gols - Airton, aos nove, e Welington, aos 44 minutos do 1º tempo; Igor Gomes, aos 4’, Bruno Sávio, aos 25’, e Vitor Bueno, aos 39 minutos do segundo tempo

Cartão amarelo - Rodrigo Andrade

Árbitro - Salim Fende Chavez

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)