Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

São Paulo domina Atlético-MG, vence e volta a abrir vantagem no Brasileirão

17 de Dezembro de 2020

São Paulo domina Atlético-MG, vence e volta a abrir vantagem no Brasileirão Crédito da foto: Reprodução

O São Paulo voltou a abrir vantagem confortável na liderança do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (17), dominou o Atlético Mineiro no duelo entre os dois primeiros colocados e o derrotou por 3 a 0, no Morumbi, na abertura da 26.ª rodada. Igor Gomes, Gabriel Sara e Toró, todos formados na base do clube, marcaram os gols do jogo.

Com a vitória, o São Paulo chegou aos 53 pontos, sete a mais do que o Atlético-MG. Com dois jogos a menos, o Flamengo é o terceiro colocado, com 45 pontos, e tende a ser o time a mais ameaçar o clube do Morumbi na briga pelo título nacional.

Dono da segunda melhor defesa do Brasileirão, com 21 gols sofridos em 26 jogos, o São Paulo parou o até então melhor ataque e ainda o superou, assumindo essa condição, com 45, um a mais do que a equipe mineira. Além disso, devolveu o resultado sofrido no primeiro turno, no Mineirão.

Controle do adversário

Para isso, teve atuação segura e precisa para controlar o adversário em uma daquelas partidas decisivas de um campeonato de pontos corridos. Pouco criativo, o time mineiro parou no adversário e ainda terminou o jogo com um a menos, em função da expulsão de Allan, a terceira em 2020, quando o time perdia por 1 a 0, freando qualquer tentativa de reação.

Na próxima quarta-feira (23), o São Paulo visitará o Grêmio para o jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, depois enfrentando o Fluminense no dia 26, no Rio, pelo Brasileirão. Será a mesma data do próximo compromisso atleticano, no Mineirão, diante do Coritiba.

O jogo

Os inventivos Fernando Diniz e Sampaoli surpreenderam na escalação dos seus times. O são-paulino reforçou o meio-campo com a entrada de Tchê Tchê no lugar do lesionado Luciano, enquanto o atleticano colocou em campo um time com 3 zagueiros e Calebe, de 20 anos, no meio, no seu terceiro jogo como titular entre os profissionais.

E a estratégia de Diniz deu mais certo, com o São Paulo dominando o primeiro tempo. Se movimentou bem, especialmente Tchê Tchê, com bastante liberdade, encontrou espaços na defesa atleticana e arriscou chutes perigosos de fora da área, como com Daniel Alves, aos 9 minutos.

E contou com um primeiro tempo inspirado de Igor Gomes. O meia, que iniciou a jogada, aos 18, em que Brenner e Reinaldo quase marcaram, abriu o placar aos 24, com um bonito chute cruzado, em lance construído por Tchê Tchê, que teve muita liberdade na criação.

Domínio do meio-campo

Esses espaços defensivos foram um dos problemas atleticanos na etapa inicial, com o time sofrendo com a marcação do São Paulo sobre as suas principais peças. Assim, só ameaçou uma vez, em disparo de Allan, o que motivou Sampaoli a trocar Igor Rabello por Alan Franco no intervalo.

Conquistar o domínio do meio-campo era a intenção do treinador, que viu a sua aposta, Calebe, finalizar bem logo no terceiro minuto. Mas ficou nisso porque o São Paulo repetia o bom nível de atuação do primeiro tempo: intenso na marcação e organizado nos avanços. Impedia a criatividade atleticana e chegava com perigo. Tchê Tchê, destaque do jogo, quase marcou em disparo de longe, após passe de letra de Daniel Alves.

O Atlético-MG até tinha mais posse de bola, forçava o São Paulo a se fechar na defesa, chegou a assustar em finalização de Arana, mas o time da casa mantinha o controle. Quase marcou um golaço muito de longe, em tentativa de Luan de encobrir Everson, e ficou com um jogador a mais em campo após a expulsão de Allan

Aí, o jogo ficou confortável para o São Paulo, que perdeu chance com Brenner e ampliou aos 37, se aproveitando dos espaços dados pelo adversário. Em bela jogada coletiva, Vitor Bueno recebeu de Igor Gomes e cruzou para Gabriel Sara: 2 a 0. O Atlético ainda acertaria a trave em tentativa de Sasha, mas foi o São Paulo quem marcou, dessa vez com Toró, em chute cruzado, aos 46. (Estadão Conteúdo)

São Paulo 3 x 0 Atlético-MG

São Paulo - Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê (Vitor Bueno), Gabriel Sara (Toró), Daniel Alves e Igor Gomes (Hernanes); Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz.

Atlético-MG -Everson; Igor Rabello (Alan Franco), Gabriel e Júnior Alonso; Guga, Allan, Calebe (Eduardo Sasha) e Guilherme Arana; Savarino (Zaracho), Vargas (Marrony) e Keno (Nathan) Técnico: Jorge Sampaoli.

Gol - Igor Gomes, aos 24 minutos do primeiro tempo. Gabriel Sara, aos 37, e Toró, aos 46 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)

Cartões amarelos - Guilherme Arana, Tchê Tchê, Junior Alonso e Bruno Alves.

Cartão vermelho - Allan.

Local - Morumbi, em São Paulo (SP).