fbpx
São Bento

São Bento vence o Brasil-RS no CIC e ganha sobrevida na Série B

Com o empate do Figueirense diante do Cuiabá, Azulão sobrevive por mais uma rodada
São Bento vence o Brasil-RS no CIC e ganha sobrevida na Série B
São Bento venceu o Brasil-RS por 3 a 1 no Walter Ribeiro (CIC). Crédito da Foto: Fábio Rogério (17/11/2019)

O São Bento venceu o Brasil-RS na tarde deste domingo, por 3 a 1 (17), no CIC, e com o empate do Figueirense por 0 a 0 com o Cuiabá, permanece vivo na luta contra o rebaixamento na Série B.

Leia mais  São Bento está em contagem regressiva na Série B

 

A distância entre o Azulão e o Figueira, primeiro fora da zona do rebaixamento, é de 6 pontos. O Bentão está com 33, já o Figueira tem 39. Faltam duas rodadas para o fim da competição.

A próxima partida dos sorocabanos é na quinta-feira, às 19h15, contra o Londrina, novamente em Sorocaba.

O jogo

O Azulão começou pressionando os gaúchos. Ocupava o campo de ataque e apostava nas jogadas, principalmente, pelo lado direito com Marcos Martins, mas os cruzamentos eram muito longos e não levavam perigo.

A proposta do Brasil era jogar no contra-ataque e foi justamente assim que a primeira oportunidade de gol surgiu. Bom passe de Leandro Leite para Ari Moura explorar a velocidade, cortar a marcação e finalizar para a defesa de Henal em dois tempos.

Sem conseguir penetrar na área adversária, a primeira oportunidade beneditina veio na bola parada. Paulinho Boia bateu o escanteio na cabeça de Eduardo, o zagueiro cabeceou raspando o travessão de Carlos Eduardo.

Ainda no primeiro tempo, com troca de passes rápidas, o São Bento teve três boas oportunidades para abrir o placar com Paulinho Boia, Rodolfo e Marcos Martins. Mas pararam no erro de finalização ou em boas intervenções do goleiro gaúcho.

Na segunda etapa, o roteiro continuou igual. O São Bento ocupando o campo ofensivo, com a posse de bola, mas agredindo pouco. O Brasil jogando no contra-ataque. E foi assim que abriu o marcador. Murilo Rangel lançou Guilherme Queiroz, que driblou Henal e fez 1 a 0.

O empate do Bentão veio na sequência. Paulinho Boia recuperou bola no meio de campo e deu belo passe para Zé Roberto. O camisa 9 ajeitou para o pé direito e finalizou: 1 a 1.

A virada do Azulão veio com um gol contra. Mansur cruzou na esquerda e o zagueiro Heverton jogou contra o próprio patrimônio. Os sorocabanos ampliaram com Marcos Martins. O lateral-direito recebeu bom passe de Rodolfo e finalizou na saída de Carlos Eduardo, para dar números finais à partida: 3 a 1. (Zeca Cardoso)

São Bento 3 x 1 Brasil-RS

São Bento – Henal; Marcos Martins, Alisson, Eduardo e Guilherme Romão (Mansur); Fábio Bahia, Juliano (Fernandes) e Rodolfo; Caio Rangel (Minho), Paulinho Boia e Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cordeiro

Brasil-RS – Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Bruno Aguiar, Heverton e Willian Formiga; Leandro Leite (Diogo Oliveira), Eduardo Person e Murilo Rangel (Maicon Assis); Ari Moura, Juba (Douglas Baggio) e Guilherme Queiroz. Técnico: Bolívar

Árbitro – Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Gols – Guilherme Queiroz, aos 13 minutos do segundo tempo (Brasil-RS); Zé Roberto, aos 15 minutos, Heverton (contra), aos 28, e Marcos Martins, aos 31 do segundo tempo (São Bento)

Cartões amarelos – Guilherme Romão (São Bento); Ricardo Luz (Brasil-RS)

Público – 719 (público pagante)

Renda – R$ 6.020,00

Local – Estádio Walter Ribeiro (CIC)

Comentários