São Bento

São Bento perde do Atlético-GO por 3 a 1 na estreia da Série B

Falhas individuais e pênalti desperdiçado custaram derrota ao Azulão na abertura do campeonato
O ala/atacante Régis, em sua noite de reestreia, desperdiçou um pênalti. Crédito da Foto: Fábio Rogério

Na primeira partida do São Bento no Campeonato Brasileiro da Série B de 2019, o time sorocabano foi derrotado por 3 a 1 pelo Atlético-GO, nesta sexta-feira (26), em Sorocaba. O técnico Doriva, que estreou à beira do gramado, montou um time com caras novas, como Bruno Moura, Elton, Raphael Martinho e Zé Roberto. Régis também reestreou, agora como atacante, e foi o capitão da equipe.

Leia mais  São Bento estreia hoje na Série B contra o Atlético-GO

 

No começo do jogo, o São Bento procurou ficar mais com a posse de bola e até controlou o meio de campo, mas não conseguiu criar chances de perigo. Explorando os contra ataques, o Atlético-GO quase abriu o marcador aos 12 minutos, após cobrança de escanteio: Gilvan testou forte e assustou o goleiro Henal.

Sem criatividade, o Bentão não chegava ao gol do adversário. Até que, em um erro da zaga dos goianos, o goleiro Kozlinski não conseguiu dominar a bola e derrubou o atacante Zé Roberto. O pênalti foi marcado, mas o goleiro do Atlético se redimiu e defendeu a cobrança “telegrafada” de Régis no canto direito.

A transmissão da TV mostrou, depois, que o jogador do Atlético-GO que pegou o rebote se antecipou à batida — a arbitragem deveria, portanto, mandar repetir a cobrança.

Após a penalidade desperdiçada, o São Bento viu o time rubro-negro crescer. Aos 38 minutos, os goianos saíram em contra ataque, Matheuzinho invadiu a área e foi derrubado por Pablo. Novo pênalti marcado. Na batida, Mike abriu o placar para o Dragão.

A segunda etapa começou com o São Bento como no primeiro tempo. Sem criatividade, não conseguia chegar ao gol adversário. O jogo era bastante “brigado” no meio de campo. Aos 10 minutos, em cobrança de falta lançada na área, o Atlético-GO fez 2 a 0, com o zagueiro Lucas Rocha aparecendo de surpresa por trás da zaga.

Logo depois do gol, Cafu entrou no lugar de Bruno Moura. O camisa 18 fez a jogada para Zé Roberto invadir a área e diminuir o placar num bonito gol, mandando a bola no ângulo superior esquerdo do goleiro Kozlinski: 2 a 1.

Aos 23 minutos, Doriva colocou o atacante Alecsandro no lugar de Pablo. O São Bento passou a buscar mais os cruzamentos na área, mas não só não conseguiu empatar como ainda levou o terceiro gol. O zagueiro Luizão falhou ao tentar recuar, de cabeça, a bola para Henal, e ela sobrou para Jarro Pedroso, que tocou na saída do goleiro do Azulão: 3 a 1.

O São Bento volta a campo pela segunda rodada da Série B no sábado (4 de maio), contra o Figueirense, em Santa Catarina, às 11h. O Atlético-GO recebe o Coritiba na próxima sexta-feira, no Antônio Accioly, em Goiânia.

Doriva lamenta falhas individuais

A derrota na estreia da Série B manteve a desconfiança sobre o time do São Bento. No ano, são 13 partidas e oito derrotas — além do rebaixamento para a A2 no Paulista.

O técnico Doriva, que comandou a equipe pela primeira vez, lamentou os erros individuais. “Já haviam acontecido nos jogos-treino. Precisamos minimizar isso”, comentou. Um deles foi de Régis. O jogador desperdiçou um pênalti quando a partida ainda estava 0 a 0.

“O pênalti não era para ele bater. Porém, os atletas têm um código de conduta e ele pediu para bater. Ele queria, talvez, dar uma resposta por ter perdido uma cobrança em um jogo-treino que bateu displicente, mas acabou perdendo”, explicou Doriva.

Zé Roberto, no momento da marcação da penalidade, pegou a bola para fazer a cobrança, mas acabou apoiando Régis na batida. Na saída do gramado, no entanto, o atacante beneditino desabafou ao microfone do Sportv. “Se formos falar tudo que a gente pensa, é complicado. Nosso time está devendo muito, demais. Precisamos fazer diferente, nosso time está apático. Precisamos melhorar logo, senão vamos passar vergonha na Série B”, disparou. (Zeca Cardoso)

São Bento 1 x 3 Atlético-GO

São Bento – Henal; Bruno Moura (Cafu), Elton, Luizão e Mansur; Fábio Bahia, Pablo (Alecsandro) e Paulinho; Régis, Raphael Martinho (Paulo Henrique) e Zé Roberto. Técnico: Doriva

Atlético-GO – Mauricio Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas; Pedro Bambu, Moacir e Matheuzinho; André Luís (Pedro Raul), Mike (Bustamante) e Gilsinho (Jarro Pedroso). Técnico: Wagner Lopes

Gols – Mike, aos 40 minutos do primeiro tempo; Lucas Rocha, aos 8, Zé Roberto, aos 12, e Jarro Pedrosa, aos 30 minutos do segundo tempo

Árbitro – Vinícius Gomes do Amaral (RS)

Cartões Amarelos – Luizão, Fábio Bahia e Raphael Martinho (São Bento); Nicolas, Moacir e Gilsinho (Atlético-GO)

Renda – R$ 16.260,00

Público – 1.591 pagantes

Local – Estádio Walter Ribeiro (CIC)

Confira em tempo real como foi a partida:

Comentários