São Bento

Para o São Bento, é quase impossível escapar do rebaixamento

Retrospecto mostra ser “improvável” que o time de Sorocaba escape da queda
Quase impossível
O técnico do São Bento, Milton Mendes, cumpre suspensão. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (7/10/2019)

Os números e a tabela de classificação dos últimos sete anos da Série B mostram: o lanterna da competição, após a 29ª rodada, nunca conseguiu se livrar do rebaixamento. E é exatamente esta a posição atual do São Bento: 20º colocado, com 27 pontos. São sete vitórias, seis empates e 16 derrotas, em 29 partidas disputadas.

Foram sete clubes diferentes que estiveram na última colocação do campeonato com essa quantidade de jogos disputados — e todos caíram para a Série C. Dois conseguiram subir posições, como o ABC-RN e o Ipatinga, em 2017 e 2012, respectivamente, mas nenhum conseguiu sair da zona do rebaixamento. Ambos somaram 13 pontos em nove jogos e, mesmo assim, foram rebaixados.

Em 2016, o Oeste foi a primeira equipe fora do Z4 com a menor pontuação. Ao final da competição, tinha somado 41 pontos. Para chegar a esses números, o Azulão precisa somar 14 pontos em nove jogos. Mais do que a metade do que conquistou até agora. O Bragantino, em 2014, e o Oeste, em 2016, escaparam com a maior pontuação das últimas sete edições: 46 pontos.

Para atingir o “número mágico” e se livrar de mais um descenso na temporada, o Bentão teria que acumular 19 pontos. Restam 27 a serem disputados. Os sorocabanos necessitam de seis vitórias e um empate. Ou cinco vitórias e quatro empates — lembrando que faltam nove jogos para o fim da Série B.

Por outro lado, a competição atual é a que possui a menor diferença de pontos entre o último colocado e o primeiro clube fora da zona. O Londrina está com 32 pontos, apenas cinco a mais do que o São Bento. A segunda distância mais curta entre as duas posições foi na última temporada. O Boa Esporte estava com 26 e o Juventude com 32, diferença de seis pontos, mas ambos jogaram a Série C, deste ano.

Em 2017, 2015 e 2013, Guarani, Oeste e Atlético-GO se livraram, respectivamente, da degola com 44 pontos. Em 2018 e 2014, Oeste e Bragantino conseguiram garantir a manutenção na Série B com 46. Uma missão complicada ao São Bento, já que precisa vencer quase o mesmo número de partidas que venceu em 29 jogos, mas agora em apenas nove.

O próximo compromisso do Azulão é no sábado, às 19h, contra o Operário, 12º colocado, com 36 pontos, em Ponta Grossa (PR). O clube viaja na tarde de hoje. O treinamento de ontem e da manhã de hoje, como na última semana, foram fechados. Desfalques certos são de Fábio Bahia, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, além de Paulinho e Guilherme Romão, machucados.

Milton Mendes não poderá comandar a equipe à beira do gramado, já que foi expulso pelo árbitro na derrota para o Coritiba. (Zeca Cardoso)

Comentários

CLASSICRUZEIRO