São Bento

Léo Condé revela estratégia para montar o São Bento da Série A2

Léo Condé montará a equipe dentro da realidade financeira do Azulão para a disputa da Série A2
Técnico Léo Condé acumula bons trabalhos em clubes de vários Estados do País. Crédito da Foto: Emídio Marques (13/12/2019)

O novo técnico do São Bento, Léo Condé, já apresentou trabalhos que chamaram a atenção no cenário nacional. Um deles foi um vice-campeonato mineiro com a modesta Caldense, em 2015.

Venceu o campeonato alagoano com o CRB, em 2017, e, o ano seguinte, conquistou o sonhado acesso à Série B com o Botafogo-SP.

Nessa mesma temporada, havia alcançado as quartas de final do Paulistão.

Leia mais  Técnico Léo Conde é apresentado e fala dos desafios no São Bento

 

Com rodagem pelo futebol brasileiro, Condé entende o momento financeiro do clube sorocabano.

Até por conta disso, a equipe utilizará o Humberto Reale em alguns treinamentos, algo que não foi feito na última temporada.

As finanças até impactam no modelo de jogo que o treinador irá implementar na equipe.

“Procuro montar as minhas equipes de uma maneira bem equilibrada. No Brasil, principalmente nas equipes onde têm um investimento menor, você tem que ser meio que um ‘camaleão’. Às vezes tem uma ideia de jogo, mas não consegue buscar os jogadores para jogar daquela maneira”, explicou Léo Condé.

Com um perfil de adaptação ao material humano que trabalha, Condé também mostrará diferentes planos de jogo.

A estratégia dependerá dos adversários que serão enfrentados. As táticas e modelos vão de acordo com o que estará do outro lado do gramado e, claro, de como será montado o elenco do Azulão.

“Temos que entender o momento do jogo. Terá partidas que você entende que será superior ao adversário, então fará um jogo de imposição maior, marcar mais em cima. Às vezes, terá partidas, que por estratégia, você marcará mais atrás”, avaliou.

Reforço

O lateral-esquerdo Luis Henrique é mais um reforço para a temporada 2020 do São Bento.

Revelado pelo Ituano, clube que permaneceu de 2012 até 2018, o jogador assinou contrato até o fim do próximo ano.

Aos 23 anos, já defendeu o Guarani de Santa Catarina e estava na Francana. (Zeca Cardoso)

Comentários