São Bento

Castigado com pênalti, São Bento perde clássico contra Ituano

Com o resultado, Bentão segue na lanterna do grupo B, sem vencer
Crédito da foto: Miguel Schincariol/Ituano.

O São Bento apresentou melhora, mas não foi o suficiente para bater o Ituano na tarde desta quinta-feira (4), no estádio Novelli Junior, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. A partida acabou em 1 a 0, após pênalti convertido por Iago Dias, no fim do primeiro tempo, e o Bentão segue sem vencer o rival em Itu.

O time sorocabano melhorou principalmente porque contou com os quatro atletas considerados titulares que não foram inscritos a tempo no BID para a estreia do estadual (Marcão, Dirceu, Victor Guilherme e Leilson). Superior na primeira etapa, o time foi para o intervalo insatisfeito, já que, nos acréscimos, Dirceu colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti, convertido por Iago Dias. No segundo tempo, apesar da tentativa de ofensividade do São Bento, o placar não foi modificado.

Com o resultado, o Bentão continua sem pontuar no Paulista e é o lanterna do grupo B, atrás de São Paulo (4), Ferroviária (4) e Ponte Preta (1). Já o Ituano é o líder da sua chave, considerada “da morte”, com seis pontos, à frente de Bragantino (4), Novorizontino (2) e Palmeiras (1).

Leia mais  Na metade do Paulista, cara de decisão

O próximo compromisso da equipe comandada por Vinicius Bergantin é no domingo (7), também em casa, contra o Mirassol, às 11h, enquanto o São Bento só voltará a atuar no outro final de semana, no dia 13 de março, contra o Guarani, no Brinco de Ouro. Essa distância entre um jogo e outro se dá por conta do adiamento da partida contra o Palmeiras, finalista da Copa do Brasil, que seria neste final de semana.

Antes de a bola rolar, o Galo de Itu prestou homenagem ao seu ex-técnico Ruy Scarpino, morto ontem (3) em decorrência da Covid-19. Ele foi campeão paulista e da Série C com a equipe em 2002 e 2003, respectivamente.

O jogo

Depois de uma forte chuva, o jogo começou morno, com o primeiro lance de perigo somente perto dos dez minutos, em falta perigosa cobrada por Fillipe Soutto, para defesa de Luiz Daniel, que deu rebote. Na sequência, a zaga cortou.

A resposta chegou aos 23, também em cobrança de falta. Daniel Costa cruzou para a área e Giovane Itinga desviou de cabeça, para grande defesa de Edson. Aos 39, Diego Tavares partiu bem pela direita e cruzou com perigo, mas ninguém chegou a tempo para finalizar. Melhor na partida, o Bentão saiu insatisfeito para o intervalo, já que Dirceu cometeu pênalti ao colocar a mão na bola dentro da área. Na cobrança, Iago Dias converteu.

Leia mais  São Bento tem semana cheia de treinos visando retomada do Paulista

No retorno do intervalo, o São Bento não se deu por vencido e tentou ir para cima. A primeira chance foi de Victor Guilherme, que quase empatou de cabeça após cobrança de Daniel Costa, mas a bola passou raspando a trave de Edson. Aos 26, lance de perigo pela direita, mas, no escanteio, o goleiro ficou com a bola. Aos 34, bom lançamento para Ruan na esquerda, mas a Léo Santos cortou, mandando para escanteio. Já no fim do jogo, Luiz Daniel realizou grande defesa em chute cruzado de Victor Rangel. (Marina Bufon)

FICHA TÉCNICA

ITUANO 1 x 0 SÃO BENTO

Motivo: 2ª rodada do Campeonato Paulista
Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data e Horário: 4 de março de 2021, às 15h
Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Paulo César Modesto e Eduardo Vequii Marciano
VAR: Thiago Luis Scarascati
Cartões amarelos: Escobar e Ítalo (São Bento)
GOLS: Iago Dias, aos 48’/1ºT

ITUANO: Edson; Jeferson, Léo Santos, Sueliton e Breno Lopes; Bruno Lima (Tárik), Fillipe Soutto, Fernando Medeiros (Roni); Fernandinho (Kadu), Iago Dias (Branquinho); Bruno Lopes (Victor Rangel). Técnico: Vinicius Bergantin.

Leia mais  Torcedores do São Bento doam tintas para a pintura do CIC

SÃO BENTO: Luiz Daniel; Victor Guilherme, Dirceu, Marcão e Julinho (Pablo); Fábio Bahia, Escobar (Allan Dias), Diego Tavares (Ítalo) e Daniel Costa (Matheus Santos); Leilson (Ruan) e Geovane Itinga. Técnico: Edson Vieira.

Comentários