fbpx
São Bento

Bentão terá um mês para treinar e voltar preparado para novos embates

Nos oitos jogos na competição, o Azulão acumulou cinco derrotas, duas vitórias e um empate
Bentão terá um mês para treinar
O técnico Doriva lamenta o time não saber “matar o jogo”. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (

A parada da Série B para o São Bento será longa. O clube sorocabano é o primeiro clube fora da zona de rebaixamento — ocupa a 16ª colocação — por conta dos critérios de desempate, já que está com a mesma pontuação do Operário, o primeiro do Z4, com sete pontos. Nos oitos jogos na competição, o Azulão acumulou cinco derrotas, duas vitórias e um empate.

Com uma campanha de muita oscilação — inclusive, em algumas partidas foi possível notar uma mudança de postura — o técnico Doriva promoveu sete mudanças na equipe titular do jogo contra o Vila Nova-GO, em relação ao time que entrou em campo para encarar o Bragantino, na rodada anterior.

“A estratégia que nós montamos era acertar o primeiro passe com qualidade, por isso fizemos algumas mudanças, e de fato conseguimos encaixar algumas situações. Tivemos ocasiões, mas na Série B se você não mata, infelizmente, acontece isso. Tomamos um gol no final do jogo, aí ficou difícil”, comentou o treinador.

Ao longo do primeiro tempo e nos primeiros 15 minutos da etapa final, o São Bento criou oportunidades e teve a chance de matar o jogo, mas não foi competente para fazer o gol. “A leitura é exatamente essa. Precisamos ser mais contundentes, mais letais, porque o adversário se lança no intuito de vencer o jogo, pois está jogando em casa. A gente tem que ter uma estratégia para saber aproveitar as ocasiões, até tivemos as chances, mas não tivemos o aproveitamento.”

Leia mais  São Bento se 'fecha' antes de dar adeus à Série B do Brasileiro

O clube sorocabano ganhou folga até o domingo (16) e volta aos treinamentos na segunda-feira (17). A próxima partida do Bentão ainda não tem data definida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas o adversário será o Sport, no CIC.

“Temos de levantar a cabeça. O campeonato é longo, vamos rever algumas coisas nesse período da parada. Trabalhar para a gente melhorar, para retomar a competição depois e buscar as vitórias. É um campeonato niveladíssimo, não tem uma equipe muito mais forte que a outra. Nós estamos na briga, temos que ser mais acertivos para vencermos e conseguirmos sair de trás”, avaliou o comandante beneditino. (Zeca Cardoso)

Comentários