São Bento

Bentão à la Edson

Mudança de comportamento prometida pelo novo técnico fez o time sair da zona de rebaixamento e sonhar com a classificação em quatro rodadas
Bentão à la Edson
Desde a apresentação, Edson Vieira deixou claro que a principal deficiência do time sorocabano era a postura em campo. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (26/2/2020)

Edson Vieira assumiu o comando do São Bento no dia 26 de fevereiro, na nona rodada da Série A2 do Campeonato Paulista. O clube estava na zona de rebaixamento: na 15ª colocação, com seis pontos conquistados. Não vencia uma partida desde a segunda rodada da competição e acumulava duas derrotas seguidas, sofrendo seis gols no total. Em sua apresentação, Vieira pontuou a principal mudança que buscaria.

“Esses atletas precisam mudar a mentalidade. Tem que sentir mais o clube, a camisa. Eles têm que entender que essa instituição arrancou de 2013 (da Série A3) para a Série B (do Brasileiro). Eu não sou salvador de nada, vou tentar fazer os jogadores entenderem o que é vestir essa camisa”, revelou.

Na primeira oportunidade — em 29 de fevereiro –, a transformação já pode ser notada. Em Rio Claro, o time sorocabano saiu perdendo, mas conseguiu a virada e venceu na estreia do novo comandante, por 2 a 1. Principalmente no segundo tempo da partida, os jogadores demonstraram uma entrega muito grande. Uma característica marcante do treinador.

Leia mais  Edson Vieira e o futuro do São Bento

“A marca dos meus times é a entrega, de deixarem tudo dentro de campo. Eu falei para eles, tudo o que vocês fizerem de errado, não tem problema, eu só não aceito não ter entrega. Vocês têm uma instituição que paga vocês, Deus deu o dom para vocês de jogar futebol e receberem por isso”, falou depois da vitória.

O segundo confronto — 4 de março — foi contra o Juventus, de São Paulo, em Sorocaba. A volta do comandante ao Estádio Walter Ribeiro (CIC). Porém, antes dos cinco minutos de jogo, a equipe da capital abriu o placar. Mas, novamente mostrando um poder de reação enorme, e contando com a estreia do atacante Bambam, que fez três gols, o Bentão virou mais uma e goleou: 4 a 1.

Mesmo com a vitória, o treinador manteve o discurso de pés no chão. “Se alguém falar em classificação, não parte de mim e nem do grupo. Não estamos em condição disso”. Na terceira partida — 8 de março –, o São Bento voltou a vencer, novamente no CIC. Bateu o Votuporanguense, por 3 a 2. O discurso mudou somente após a quarta vitória consecutiva, quando bateu o Penapolense, por 3 a 2, no domingo passado (15).

Com o resultado, o clube se livrou da possiblidade de cair para a Série A3. A missão dada para Edson Vieira, em sua contratação, foi alcançada. “Eu com esse grupo, que acredito, e a comissão técnica, estamos dando de presente para vocês. Diretoria do São Bento, o time não cai mais”. Os resultados recentes fizeram com que o clube buscasse o treinador para um renovação de contrato até o fim do ano.

Leia mais  Treinador do São Bento participa de live no Instagram do Cruzeiro

Os números atuais impressionam: quatro vitórias em quatro jogos disputados. Essa é a segunda vez que Edson Vieira comanda o Bentão. Na primeira passagem, levantou o último troféu do time sorocabano: a Série A3 do Paulista, em 2013. À época, disputou 45 partidas e conquistou 23 vitórias, 15 empates e sete derrotas. Um aproveitamento de 62% dos pontos. (Zeca Cardoso)

Comentários