São Bento

Após mudança de técnico, São Bento sobe seis posições em três jogos

Novo comandante substitui Léo Condé, que dirigiu o clube em oito rodadas do Campeonato Paulista da Série A2
Sob o ‘efeito Edson’
Ruan elogia postura do novo comandante: “Tudo o que ele fala é bem motivacional”. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (2/2/2020)

Três vitórias em três jogos disputados. O São Bento saltou da zona do rebaixamento — em 15º lugar — para a nona colocação, fora do G8 apenas pelo saldo de gols. Foram nove gols marcados e quatro sofridos. Uma evolução visível e para o atacante Ruan, autor de um dos gols da vitória contra o Votuporanguense, por 3 a 1, existe um responsável: Edson Vieira.

“A mudança do treinador, o comando mudou demais. A confiança que a gente tem para jogar, as verdades que ele fala na nossa cara e a postura que ele tem, foi o que mudou. É um cara que pegou o grupo, colocou alguns jogadores debaixo do braço e falou é comigo e vamos embora. Deu confiança”, explicou o jogador.

O novo comandante substituiu Léo Condé, que dirigiu o clube em oito rodadas do Campeonato Paulista da Série A2: uma vitória, três empates e quatro derrotas. Em Sorocaba, Edson já tem história. A última taça erguida pelo Bentão foi justamente com o treinador, quando venceu a Série A3 do Paulista, em 2013. Identificado com o time e com a fama de “louco”.

Leia mais  Ocupação dos leitos públicos de UTI Covid em Sorocaba segue acima de 80%

“O pessoal fala que ele é meio louco, mas pensa em um louco do coração bom. É gostoso você estar perto dele e ouvir o que ele fala. A verdade que ele transmite para você é muito legal. A confiança que ele dá. É notório que o nosso time encarnou o espírito e tenho certeza que vai ser disso para melhor”, avaliou Ruan.

Em um vídeo divulgado pelo São Bento, Edson Vieira, no vestiário antes da partida de estreia contra o Rio Claro, fez o discurso dizendo aos jogadores que eles são vencedores e que gritassem isso antes de entrar em campo por três vezes. Mas durante essa semana, os atletas poderão ver mais o trabalho do novo comandante dentro de campo, já que o próximo jogo é apenas no domingo.

“Tudo o que ele fala é bem motivacional. Uma conversa parece uma palestra. Então, eu tenho certeza que vai ser uma semana porrada, o bicho vai pegar. Tem que estar preparado porque ele quer mudança, tem que melhorar cada dia mais. Tenho certeza que já já o time vai estar cada vez mais com a cara dele”, falou o atacante.

E a intensidade já foi vista no treino de ontem. Os atletas que não iniciaram a partida contra o Votuporanguense realizaram um teste físico com o preparador Clebinho Vaz. Uma atividade de esforço que leva o jogador quase a exaustão. O time volta a campo no domingo, às 10h, para encarar a Penapolense, fora de casa. (Zeca Cardoso)

Comentários