Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Apenas nove jogadores de todo o elenco do São Bento não pegaram Covid-19

17 de Março de 2021

Rivalidade regional O ala Victor Guilherme é um dos atletas que, felizmente, não pegaram coronavírus. Crédito da foto: Neto Bonvino / Bento TV (13/2/2021)

Com as medidas anunciadas ontem (16), o São Bento não entrará em campo nesta quarta-feira, em rodada atrasada do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras - nem em Belo Horizonte e, por enquanto, em lugar nenhum. Com isso, o Azulão ficará o período de 15 dias de paralisação do estadual com quatro jogos atrasados.

Dentro do São Bento, dá para nos dedos das mãos os jogadores que não pegaram o coronavírus, motivo da suspensão dos jogos, são eles: Victor Guilherme, Marcão, Bruno Leonardo, Julinho, Escobar, Serginho, Mateus Santos, Italo e o goleiro Bruno Henrique. Os demais, ou pegaram dentro do clube ou no time anterior onde atuavam.

A situação corrobora com a de outros participantes do Paulista, como de Palmeiras e Corinthians, que tiveram surtos de coronavírus em seus elencos. No Alvinegro, foram dois momentos com vários infectados e, na Ponte Preta, por exemplo, houve caso de reinfecção.

FPF quer jogar em outros Estados

Os números vão de encontro com o defendido pela Federação Paulista de Futebol (FPF), que garante, com apoio da CBF, um ambiente seguro, com realização de testes e protocolos de saúde e segurança. A FPF, inclusive, reiterou nesta quarta (17), em entrevista ao SporTV, que está estudando jogos em outros Estados.

"Eu não consigo entender por que o protocolo de A, B e C ser bom, mas o do futebol não serve. A ciência e a medicina dizem que é seguro. Se disserem que temos que parar, paramos, não somos negacionistas. O futebol não é cego", iniciou o presidente da entidade, Reinaldo Carneiro Bastos.

"Nós propusemos ao Ministério Público e ao Governo do Estado testar todos os atletas, isolar todos. Testar antes de todas as partidas, ninguém sairia da bolha, com um número reduzido dos profissionais do clube e dos que fazem as partidas. Em média temos 176 pessoas em uma partida de futebol, íamos reduzir para 55. Seríamos extremamente rígidos, mas mesmo assim, sem ciência e medicina, não foi aceito. Próximos passos: estamos estudando com cautela a alternativa de jogar em outros estados", complementou.

O São Bento continuará treinando normalmente em seu CT, em Sorocaba. Segundo o clube, a FPF deve dar um posicionamento dos próximos compromissos ainda nesta semana.

A paralisação das competições serve para todo o Estado de São Paulo e vai de 15 a 30 de março, como forma de conter o avanço do coronavírus no país, que vive sua pior onda de infecção. Até o momento, são mais de 182 mil mortes e quase 11,5 milhões de casos. Em São Paulo, são 64.902 mortes por Covid-19 até balanço realizado na noite da última terça. (Marina Bufon)