Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

A força do torcedor

19 de Dezembro de 2020

A força do torcedor Ideia é transformar o clube numa entidade autossustentável por intermédio das mensalidades do sócios-torcedores. Crédito da foto: Fábio Rogério (4/3/2020)

Em 2020, o São Bento sofreu com as finanças em virtude de dois rebaixamentos no ano anterior. A queda nas receitas deu-se, principalmente, pela perda das cotas de televisão da Série B do Campeonato Brasileiro e do Campeonato Paulista da Série A1. Com isso, o trabalho teve que ser direcionado para retornar à elite estadual e colocar de lado a Série C do Campeonato Brasileiro, o que acarretou no descenso à Série D nacional.

Voltar para a primeira divisão paulista traz, novamente, recursos de direitos de transmissão. A diretoria beneditina ainda não foi informada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) do valor exato que receberá, mas será algo entre R$ 4 milhões e R$ 5 milhões. Porém, a intenção da atual gestão é conseguir ampliar o seu programa de sócio-torcedor.

Por meio da arrecadação com a modalidade, a ideia é transformar o Bentão numa entidade autossustentável e sem a necessidade de viver em função dos direitos de transmissão das competições, como pontuou o presidente beneditino, Almir Laurindo.

“Ficar sócio do clube para mantê-lo. Quando o clube tiver esse dinheiro e não precisar mais de cota de televisão, será um grande passo para subir (de divisão) e ficar. Senão, vamos ficar sempre no sobe e desce, e desesperado por dinheiro”, afirmou.

Nas temporadas de 2018 e 2019, o clube sorocabano teve um faturamento alto por estar na segunda divisão nacional e no Paulistão. Foram aproximadamente R$ 20 milhões arrecadados por ano, mas os gastos também foram grandes.

“Teve dinheiro dois anos seguidos e não guardou. Sempre falo, tem que ter um plano B. Eu aprendi lá no Atlético-GO que quando subir, (tem) que guardar 30% da verba para o outro ano. Se cair, tem reforço para reestruturar o clube”, analisou.

Os impactos financeiros de 2020, aliados à pandemia, ainda serão sentidos em 2021. O clube utilizará o dinheiro do Paulistão para montar o elenco e quitar dívidas. A Série D será sustentada com a verba proveniente dos patrocinadores.

“Com um orçamento menor, vamos ter que montar uma outra equipe para a Série D, vai ser diferente da equipe da Série A1 do Campeonato Paulista. Não vamos conseguir manter jogadores do Paulistão para a Série D”, finalizou o presidente.

O clube iniciará a pré-temporada no dia 4 de janeiro. O elenco não estará completo, já que chegarão posteriormente os jogadores que estão disputando, por exemplo, a Série B -- que se encerra apenas no fim do próximo mês. O Paulistão começa no dia 28 de fevereiro.

Morre o ex-jogador Sérgio Santos

O São Bento lamentou ontem (18) o falecimento de Sérgio Santos, que vestiu a camisa do Bentão na temporada de 1993. “É com profundo pesar que o Esporte Clube São Bento decreta Luto Oficial pela morte de Sérgio Santos, o atleta esteve presente na temporada de 1993. Sérgio foi mais uma vítima da Covid-19, desejamos força e conforto aos familiares e amigos”, publicou o clube em nota oficial. Revelado pelo Santos, o ex-jogador atuava como empresário de jogadores em Indaiatuba, onde ficou internado em um hospital da cidade por cerca de uma semana, mas acabou falecendo na madrugada de ontem (18). (Zeca Cardoso)