Esporte

Santos vence o Sport e deixa a zona de rebaixamento

A equipe santista goleou por 3 a 0 na abertura da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
Gabriel carrega Rodrygo para comemorar gol do Santos diante do Sport. Crédito da foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC

A fase do Santos parece ter mudado. O time da Baixada Santista, que chegou a ficar mais de dois meses sem vencer, derrotou o Sport por 3 a 0 neste sábado (18), na abertura da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, voltou a triunfar na competição após sete jogos e deixou a zona de rebaixamento.

Eduardo Sasha, no primeiro minuto de jogo, Rodrygo e Victor Ferraz, no final do confronto, marcaram os gols que deram o triunfo à equipe alvinegra. O Santos pega o elevador e, agora, aparece na provisória 12ª posição, com 21 pontos, um a mais que o Sport, que ocupa a 15ª colocação e acumula nove jogos seguidos sem vencer. A equipe pernambucana, que teve a estreia do técnico Eduardo Baptista, ainda não triunfou após a Copa do Mundo.

Foi a segunda vitória consecutiva da equipe treinada por Cuca e a primeira no torneio nacional após a Copa do Mundo. O último resultado positivo na competição havia sido justamente a última partida antes do Mundial da Rússia, o 1 a 0 sobre o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Neste sábado (18), Cuca preservou alguns jogadores importantes, como Bruno Henrique e Rodrygo, e apostou nos gringos Carlos Sánchez e Bryan Ruíz. O time vem de sequência de jogos desgastante, incluindo o jogo da Copa do Brasil no meio da semana, que culminou com a eliminação para o Cruzeiro nos pênaltis. Os três jogadores que erraram as cobranças, Bruno Henrique, Rodrygo e Jean Mota, foram justamente os que não começaram a partida entre os titulares. Entre as novidades de Cuca, estavam em campo o paraguaio Derlis Gonzáles, o costa-riquenho Bryan Ruíz e o atacante Eduardo Sasha, de volta após se recuperar de lesão.

O resultado tranquilo é de certa forma enganoso, visto que os santistas, apesar de criarem mais oportunidades e possuírem maior volume de jogo, tiveram dificuldade para construir o resultado e só deslancharam na partida após Rógerio ser expulso e deixar o Sport com um a menos em campo no segundo tempo. A torcida voltou a comparecer em peso na Vila Belmiro e, além de apoiar a equipe em todo o jogo, colocou sal grosso ao redor do estádio para tentar espantar a fase ruim.

Leia mais  São Bento já está em desvantagem no Campeonato Brasileiro

O Santos teve o jogo da próxima rodada, a 20ª, adiantado. Foi o empate em 1 a 1 com o Ceará. Assim, no meio da semana, o time santista terá compromisso pela Copa Libertadores. O adversário será o Independiente, da Argentina, na terça-feira, às 21h45, no jogo de ida das oitavas de final da competição sul-americana. O Sport volta a campo na quarta-feira, às 21 horas, quando recebe o América Mineiro na Ilha do Retiro.

O jogo

Com mudanças no setor ofensivo e tendo que vencer desesperadamente para se afastar da zona de rebaixamento, o Santos começou o jogo do jeito que o técnico Cuca gosta: em cima do adversário, apertando a saída de bola e com intensidade.

A estratégia deu resultado e o time alvinegro abriu o placar ainda no primeiro minuto da partida, com Eduardo Sasha. O atacante recebeu de Bryan Ruiz e, mesmo sem pegar em cheio, acertou o canto esquerdo de Magrão.

Liderado por Carlos Sánchez, que percorria larga faixa de campo, atuando como volante, meia e ponta, e Bryan Ruiz, que dava o toque de classe no meio de campo, o Santos sofreu algumas investidas do rival pernambucano, mas teve o domínio da primeira etapa e poderia ter descido ao vestiário com uma vantagem maior

Leia mais  Teste do novo normal começa hoje na Áustria

Na principal chance perdida, Gabriel foi acionado por Sánchez na esquerda da grande área e soltou a bomba, defendida pelo goleiro Magrão. O Sport respondeu com Hernane, que desviou cruzamento rasteiro de Rogério e quase empatou a partida.

No segundo tempo, o panorama seguiu o mesmo dos primeiros 45 minutos iniciais até o atacante Rogério ser expulso. Ele recebeu o segundo amarelo aos 11 minutos, após fazer falta por trás em Derlis González. Com um a mais em campo, o Santos, então, sobrou. Foi muito menos atacado e, na frente, conseguiu resolver o jogo com o talento de seus atacantes.

Rodrygo, que começou o jogo na reserva, precisou de dez minutos em campo para ampliar a vantagem santista aos 36 minutos. A joia santista recebeu cruzamento rasteiro de González e só empurrou para o gol.

Dois minutos depois, Victor Ferraz aproveitou rebote na entrada da área e contou com o desvio em Fellipe Bastos na finalização para selar a vitória, que tira o time da zona de rebaixamento, mesmo que provisoriamente, e dá mais tranquilidade para a sequência da temporada. (Estadão Conteúdo)

Comentários