Esporte

Santos faz 3 a 0 no Vasco em tarde infeliz de Sidão no Pacaembu

Contando com duas falhas do goleiro vascaíno, Peixe chega à vice-liderança do Brasileirão
Santos 3 x 0 Vasco
Santos chegou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Crédito da Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em tarde chuvosa no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o Santos dominou a partida contra o Vasco e venceu o time carioca por 3 a 0 em jogo que poderia ter sido uma goleada neste domingo de Dia das Mães (12) que contou com a disputa da quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time santista assumiu a vice-liderança da competição, com dez pontos, mesma pontuação do líder Palmeiras, que está à frente por possuir melhor saldo de gols.

Leia mais  Palmeiras vence Atlético-MG por 2 a 0 e assume a liderança do Brasileirão

 

O atacante Rodrygo, que faz as suas últimas partidas pelo time santista antes de se transferir para o Real Madrid em julho, foi o destaque do duelo com um grande gol em jogada individual e uma assistência.

Sob os olhares do novo técnico Vanderlei Luxemburgo, que estava presente nas tribunas do estádio e assume o time na segunda-feira, o Vasco se manteve na lanterna do Brasileirão, com apenas um ponto, após um jogo terrível do goleiro Sidão, e acumulou sua terceira derrota em quatro jogos. Foram cinco partidas sob o comando do técnico interino Marcos Valadares: uma vitória por 2 a 1 no jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil contra o próprio Santos, um empate e três derrotas no Campeonato Brasileiro.

O Santos dominou a partida logo de início, com os laterais Victor Ferraz e Jorge centralizando a bola e dando espaço para os atacantes avançarem em campo, prejudicando a marcação e a saída de bola do Vasco. A primeira grande chance do time de Jorge Sampaoli veio aos 12 minutos, quando Rodrygo chutou direto após bom passe de Carlos Sánchez e o lateral Yago Pikachu conseguiu evitar a gol ao tirar a bola de cabeça na linha.

A pressão santista continuou e o primeiro gol saiu aos 18 minutos com grande chute do Diego Pituca, que aproveitou passe de Rodrygo após saída de bola errada do goleiro Sidão e marcou golaço. Maxi López empatou o jogo para o Vasco minutos depois, aos 22, mas o gol foi anulado corretamente pelo VAR (árbitro de vídeo), que mostrou o atacante em posição de impedimento.

O Santos aumentou a vantagem para 2 a 0 aos 32 minutos em grande jogada individual de Rodrygo, que chutou no contrapé de Sidão após nova saída de bola errada do time carioca. Carlos Sánchez quase fez o terceiro ainda no primeiro tempo ao cabecear a bola na trave, aproveitando posicionamento errado do goleiro do Vasco

Segundo tempo

O segundo tempo começou morno, com os ajustes feitos pelo Vasco dando resultados e conseguindo travar os avanços do Santos. O time cruzmaltino teve chance logo aos dois minutos, quando Lucas Mineiro cabeceou para fora. A situação mudou por volta dos 20, quando o Santos começou a criar mais chances e acabou perdendo três gols feitos, em dois deles bolas chutadas no travessão.

A pressão santista deu resultados aos 27 minutos, quando o venezuelano Soteldo recebeu passe de Jean Mota e marcou o terceiro e último gol do Santos na partida. Jean Mota ainda perdeu mais um gol aos 35 minutos que poderia ter aumentado a vantagem para o time na partida.

O Santos vai tentar levar a boa vitória deste domingo para a partida contra o Atlético-MG na quarta-feira, às 19h15, no estádio Independência, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, antes de enfrentar o Palmeiras no clássico paulista no próximo sábado, às 19 horas, no Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Vasco terá uma semana inteira de treinos sob o comando de Luxemburgo e vai tentar se recuperar contra o Avaí no domingo, às 16h, em São Januário. (Felipe Laurence – Estadão Conteúdo)

Ficha técnica

Santos 3 X 0 Vasco

Santos – Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Jean Lucas (Alison), Diego Pituca (Derlis González) e Carlos Sánchez; Rodrygo, Eduardo Sasha (Jean Mota) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli

Vasco – Sidão; Yago Pikachu, Luiz Gustavo (Andrey), Ricardo e Danilo Barcelos; Bruno Silva, Raul (Bruno César) e Lucas Mineiro; Marrony, Rossi (Valdívia) e Maxi López. Técnico: Marcos Valadares

Gols – Diego Pituca, aos 18, e Rodrygo, aos 32 minutos do primeiro tempo; Soteldo, aos 27 do segundo

Árbitro – Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Cartões amarelos – Jean Lucas e Alison (Santos); Maxi López e Ricardo (Vasco)

Cartão vermelho – Danilo Barcelos (Vasco)

Renda- R$ 343.355,00

Público – 11.411 pagantes (12.952 presentes)

Local – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Comentários

CLASSICRUZEIRO