Esporte São Bento

Quase carrasco no acesso da A2, Allan Dias agora é do Bentão

A chegada do meio campista é um desejo antigo do clube de Sorocaba
O ‘rodado’ meia de 32 anos também atua como centroavante, suprindo carência do elenco alviceleste. Crédito da foto: Neto Bonvino / Bento TV (19/1/2021)

O São Bento anunciou ontem (19) o 10º reforço para o Campeonato Paulista. O meio-campista Allan Dias, de 32 anos, assinou com o clube para disputar o estadual. Formado pelo São Paulo, o jogador passou por São Caetano, Portuguesa, Guarani e estava no São Bernardo.

No antigo clube, por pouco Allan não foi um carrasco beneditino na Série A2 do Campeonato Paulista do ano passado. Após vencer por 3 a 0 em Sorocaba, o Bentão foi para o ABC para confirmar o acesso à elite. O confronto, que parecia ser tranquilo para os sorocabanos em função da vantagem, quase virou um pesadelo.

Primeiro, o jogo foi interrompido na segunda etapa pela forte neblina. Sem condições, a partida teve que ser disputada no dia seguinte. Com o placar apontando contagem mínima dos donos da casa, o São Bernardo precisava de pelo menos mais dois gols para levar a partida para os pênaltis. Aos 40 minutos, Allan Dias fez o segundo gol, deixando a tensão dos dois times lá no alto.

Leia mais  Virou mata-mata

“Foi muito tenso o jogo. Foi a primeira vez que vive aquilo da neblina, paralisar o jogo, mudar para o outro dia. Logo que voltou o segundo (dia de) jogo, eu fiz o gol de cabeça faltando uns cinco minutos. Mas acho que não era para ser”, contou.

A chegada do meio campista é um desejo antigo do clube de Sorocaba. O São Bernardo não quis emprestar o jogador para o Bentão e por isso ele não esteve presente no elenco que disputou a Série C do Campeonato Brasileiro. “Eu já tinha conversado com o Luizinho (Rangel, auxiliar-técnico) para vir para a Série C, mas eles (São Bernardo) não liberaram. E agora deu certo. Estou muito motivado, muito feliz. A família também está feliz, já procurando ficar adaptada à cidade”, confessou.

Revelado como meia, Allan se destacou como um segundo volante, com boa condução de bola e chegada até a grande área. Por ser alto e forte fisicamente, já atuou como camisa 9, posição carente no atual grupo beneditino. “Nos últimos anos, alguns treinadores têm me colocado como um falso 9 por ser alto, ter um porte físico bom, poder segurar a bola na frente. Não vejo problema nenhum, já fiz isso. De volante para a frente, eu estou acostumado, não tem problema nenhum”, pontuou.

Rodado no futebol, Allan Dias já trabalhou com o auxiliar-técnico Luizinho Rangel no Guarani e também já dividiu vestiário com os meio-campistas Diego Lorenzi e Patrick Vieira no Santa Cruz. Mesmo assim, a ansiedade para estar integrado ao grupo já existe. “Estou conhecendo (o grupo), mas confesso que estou um pouquinho ansioso para as coisas que a bola comece a rolar, os jogos-treinos, para conhecer a rapaziada e ficar adaptado o quanto antes”, finalizou o reforço. (Zeca Cardoso)

Comentários