Covid-19 Esporte

Premier League autoriza treinos com contato

Alguns jogadores chegaram a anunciar que não se sentiam seguros em voltar aos treinos
Os clubes poderão treinar em grupo, com contato, mas seguirão respeitando “a limitação de toda proximidade que não seja necessária”, explicou a Premier League. Crédito da foto: Paul ELLIS / AFP (10/03/2020)

 

Os vinte clubes do Campeonato Inglês da primeira divisão votaram “por unanimidade” a favor de autorizar treinos com contato físico, dando mais um importante passo rumo à volta do futebol na Inglaterra, anunciou nesta quarta-feira (27) a Premier League em comunicado.

Os treinos sem contato e em pequenos grupos de cinco integrantes haviam sido autorizados na semana passada. A partir de agora, os clubes poderão treinar em grupo, com contato, mas seguirão respeitando “a limitação de toda proximidade que não seja necessária”, explicou.

Esta decisão “marca um novo passo rumo à retomada da Premier League, quando for possível garanti-la com segurança”, completou.

A coesão mostrada pela votação unânime é um sinal da confiança dos clubes nas medidas sanitárias de segurança que foram adotadas após longos debates.

Alguns jogadores chegaram a anunciar que não se sentiam seguros em voltar aos treinos, como o francês N’Golo Kanté, do Chelsea, e Troy Deeney, do Watford.

A Premier League realiza duas vezes por semana testes de detecção de coronavírus nos jogadores e membros das comissões técnicas dos clubes.

A primeira bateria de testes detectou seis casos positivos entre 748 jogadores e membros das comissões técnicas. A segunda bateria revelou outros dois casos.

Debate sobre o calendário

“Sinceramente, desde que a Bundesliga voltou e que os campeonatos português e espanhol anunciaram datas de volta, acredito que é o momento mais difícil para a gente, porque queremos jogar. É duro ver outros países jogando enquanto que nós não podemos”, declarou nesta quarta-feira à emissora Sky Sports o técnico do Tottenham, o português José Mourinho.

A Premier League terá agora que debater com os clubes e com os detentores de direitos de transmissão o calendário dos 92 jogos que restam a disputar na temporada.

A Premier League esperava inicialmente, seguindo o ‘Project Restart’ (Projeto Recomeço), retomar a competição a partir de 12 de junho. Após alguns contratempos, a nova meta é fazer a bola rolar a partir de 19 de junho, mas o dia 26 de junho também não é descartado.

Jogadores e técnicos defenderam não retomar o torneio antes de final de junho, com o objetivo de oferecer mais tempo para treinos e minimizar os riscos de lesões após uma pausa tão longa. A Premier League está suspensa desde 9 de março.

As negociações começarão na quinta-feira (28) com as emissoras. Um dos principais objetivos é possibilitar a transmissão de todos os jogos para maximizar as receitas.

De acordo com o jornal “The Mirror”, a Premier League contempla rodadas longas de futebol televisionado, com cinco jogos aos sábados e cinco aos domingos. Os horários de início das partidas se escalonariam a cada duas horas, entre 12h00 (7h00, horário de Brasília) e 20h00 (17h00, horário de Brasília).

Esta medida agrada aos clubes, que teriam apenas uma partida por semana, embora o campeonato teria que ser estendido até agosto. (AFP)

Comentários