Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Parar argentinos é o desafio de Weverton no Verdão

05 de Janeiro de 2021

Parar argentinos é o desafio de Weverton no Verdão Goleiro do Verdão vive boa fase no clube. Crédito da foto: César Greco / Ag. Palmeiras (4/1/2021)

Pouco dias depois de completar três anos no Palmeiras, o goleiro Weverton deverá ter nesta terça-feira (5) uma das missões mais difíceis desde a chegada ao clube: segurar o ataque mais positivo desta Copa Libertadores, o do River Plate, que já marcou 31 gols em dez partidas e tem dois goleadores brigando pela artilharia da competição: Borré, com seis gols, e Álvarez, com cinco. Eles ainda podem alcançar o número de Fidel Martínez, do Barcelona-EQU, que já está fora do torneio e fez oito.

Para trazer a decisão para São Paulo, o Palmeiras aposta na segurança de Weverton, que tem sido chamado com frequência pelo técnico Tite para defender a seleção brasileira e fechou o ano de 2020 em alta.

Ao não ser vazado diante do América-MG, pela Copa do Brasil, o goleiro chegou ao número de 27 partidas sem sofrer gols. Seu desempenho na história do Palmeiras só não é melhor do que o de Velloso, invicto em 28 jogos durante 1995. O atual titular não levou gols em 92 dos 144 jogos que disputou pelo clube até agora.

Os números fazem Weverton ter a terceira melhor média de gols sofridos (0,63 por jogo) da história do Palmeiras. Ele ainda pode ser decisivo em outro torneio mata-mata: a final da Copa do Brasil, em fevereiro, diante do Grêmio. “Espero que, no começo desse ano que se inicia, possamos alcançar os títulos que tanto almejamos”, comentou. (Ciro Campos - Estadão Conteúdo)