Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Pai de Neymar sai em defesa do filho após ironia de técnico rival

12 de Fevereiro de 2021

Neymar sofreu uma lesão no adutor longo esquerdo em partida contra o Caen. Crédito da foto: Sameer Al-Doumy (10/02/2021)

Neymar, pai do jogador Neymar Júnior, usou as redes sociais para desabafar após o técnico do Caen ter ironizado a lesão do camisa 10 do Paris-Saint Germain.

"Realmente meu filho tem que chorar, mas não pelo que você imagina, meu senhor. Eu, na minha opinião, ele tem que chorar por existirem treinadores como você, árbitros desse nível, ligas negligentes e omissas, jornalistas na grande minoria tendenciosos e covardes no esporte", iniciou em seu Instagram pessoal.

Neymar sofreu uma pancada do jogador Yago no jogo entre PSG e Caen, pela Copa da França, na última quarta-feira, e teve diagnosticada uma lesão de grau 2 no adutor da coxa esquerda. Com isso, ele desfalcará o time francês por um mês e perderá os jogos contra o Barcelona pela Liga dos Campeões, entre outros.

Depois da partida, o técnico do Caen, Pascal Dupraz, reclamou de um pênalti não marcado e ironizou o atacante brasileiro, dizendo "não vou chorar, eu deixo isso para o Neymar". Isso causou o desabafo do pai do jogador. Não foi a primeira vez, inclusive, que ele se pronunciou sobre as lesões do filho nas redes sociais.

Por fim, Neymar pai escreveu que o jogador "se levantará novamente, como sempre, para vencê-los". Com a declaração, Dupraz se justificou dizendo que não quis ofender o craque, elogiando-o.

"É um grande jogador, todos sabem disso. Ele é tão bom driblador quanto inteligente, é provocador, tem orgulho. Ele reclama de levar golpes, enquanto tem uma bola no pé, porque é um artista. É esperto, acrescenta mais, ele provoca, às vezes ele sofre e sofre faltas. O que me incomoda é que ele é provocador e injurioso. Só isso, é isso que me incomoda", disse ao canal “RMC”.