Esporte

Olimpíada de Tóquio pode acontecer sem público estrangeiro

Há uma tendência do Comitê Organizador para que apenas japoneses estejam presentes
Organização diz que vacina é fundamental para a realização da Olimpíada em 2021
Símbolo olímpico em frente a um museu dos Jogos, em Tóquio. Crédito da foto: Philip Fong / AFP (15/7/2020)

O Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio-2020 deve determinar a ausência de espectadores procedentes de outros países nos Jogos, conforme informou a imprensa japonesa nesta quinta-feira (4). No entanto, a decisão final será adotada apenas no fim de março, antes do início do revezamento da tocha olímpica, marcado para o dia 25.

A inclinação, portanto, é que apenas o público local esteja presente nos eventos, já que as autoridades japonesas temem que o fluxo de visitantes estrangeiros possam colocar em perigo sua população, que está receosa com a realização da Olimpíada.

Seiko Hashimoto, presidente do Comitê Organizador, disse na última quarta (3) que a segurança dos japoneses é a prioridade. Um dos problemas, porém, é que quase 900 mil ingressos já teriam sido vendidos para públicos de fora do Japão, segundo a imprensa internacional. No caso dos ingressos para japoneses, uma decisão sobre a capacidade de cada local da competição será anunciada até abril.

Leia mais  Flamengo ganha do Vélez; Internacional perde

A Olimpíada de Tóquio aconteceria no ano passado, mas, diante da pandemia de Covid-19 no mundo todo, acabou adiada para 2021. Ela está prevista para acontecer de 23 de julho a 8 de agosto deste ano. (Da Redação)

Comentários