Buscar no Cruzeiro

Buscar

Futebol

Carille ainda testa variações no time

09 de Outubro de 2021 às 00:01
Da Redação [email protected]
Técnico busca a melhor formação para o Santos.
Técnico busca a melhor formação para o Santos. (Crédito: IVAN STORTI / SANTOS FC (5/10/2021))

O técnico Fábio Carille aproveitou os 11 dias de intervalo entre o jogo contra o Juventude e o clássico com o São Paulo para fazer testes no Santos. Mas não foi o suficiente. No empate com o rival no Morumbi, na noite de quinta-feira (7), o treinador fez novos experimentos e não definiu qual será o esquema tático adotado para as próximas partidas.

No clássico, Carille começou o jogo num 3-5-2, com Emiliano Velázquez, Wagner Leonardo e o volante Vinícius Balieiro improvisado na zaga. A mudança começara na partida contra o Ceará (0 a 0) e fora testada também na dura derrota para o Juventude, por 3 a 0. No 1 a 1 com o São Paulo, ele mudou de ideia e de esquema ao longo da partida. “É um sistema que eles estão gostando, que está me passando confiança e que eu posso variar. Tem o Balieiro, o Boza, o Wagner que já jogaram como laterais. Eu vim para esse jogo mudando a forma de jogar”, comentou.

Contra o São Paulo, o treinador sacou o irregular Wagner Leonardo para colocar o atacante Lucas Braga em campo, deixando a equipe mais ofensiva. “Sentimos confiança no banco para fazer isso, chegamos mais, e a nossa tomada de decisão, tecnicamente e com a bola no pé, tem que ser melhor.”

Carille não indicou qual é o seu esquema favorito, mas confirmou que poderá mudar a formação da equipe durante o jogo, como fez no clássico, nas próximas partidas. “Com os mesmos jogadores, podemos mudar sem substituições”, afirmou.

Para o confronto direto com o Grêmio, amanhã (10), o time terá apoio de 4.644 torcedores na Vila Belmiro. Todas as entradas foram negociadas rapidamente ontem. Ele define os escalados hoje (9), na reapresentação após o empate com o São Paulo. (Da Redação)