Buscar no Cruzeiro

Buscar

Seleção Brasileira

Seleção faz seu segundo treino

30 de Maio de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
Neymar tenta meia bicicleta durante o aquecimento.
Neymar tenta meia bicicleta durante o aquecimento. (Crédito: LUCAS FIGUEIREDO / CBF (29/5/2021))

Após ficar de fora do primeiro treino de preparação para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, o volante Douglas Luiz reforçou a seleção brasileira na atividade de ontem (30) na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e aumentou o grupo ainda incompleto de convocados pelo técnico Tite. O meio-campista do Aston Villa não foi a campo em razão de uma amigdalite, da qual já está recuperado.

Douglas Luiz passou por uma bateria de três testes PCR para a Covid-19, todos com resultado negativo, e foi liberado para treinar, mas não poderá jogar contra o Equador na sexta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Após dois cartões amarelos recebidos durante a disputa das quatro primeiras rodadas das Eliminatórias, ele cumpre suspensão e, por isso, fica disponível apenas para o compromisso seguinte contra o Paraguai, marcado para dia 8 de junho, em Assunção.

Mesmo com a liberação, o Brasil ainda não está completo. Tite ainda aguarda os atletas que disputam a final da Liga dos Campeões da Europa e os que atuam no futebol brasileiro: os goleiros Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras), o zagueiro Thiago Silva (Chelsea), o meia Everton Ribeiro (Flamengo) e os atacantes Gabriel Jesus (Manchester City) e Gabriel (Flamengo).

Com 18 jogadores disponíveis, Tite preparou um treino de defesa contra ataque e rodou algumas peças do elenco, testando uma série de variações táticas -- como Lucas Paquetá no lugar de Vinicius Junior, Alex Sandro por Renan Lodi, Fabinho por Fred e Marquinhos por Eder Militão.

Os treinamentos na Granja Comary continuam até quarta-feira, dia em que a delegação embarca para Porto Alegre. O Brasil está na primeira colocação das Eliminatórias com 12 pontos, dois a mais que a vice-líder Argentina e três a mais que o Equador, terceiro colocado e próximo adversário do time brasileiro. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)