Buscar no Cruzeiro

Buscar

Futebol

Peixe vê eliminação como ‘aprendizado’

28 de Maio de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
Derrota diante do Barcelona de Guayaquil, por 3 a 1
Derrota diante do Barcelona de Guayaquil, por 3 a 1 (Crédito: MARCOS PIN / AFP (26/5/2021))

Nada de lamentações ou caça às bruxas após a queda precoce do Santos na Copa Libertadores, quarta-feira (26), com derrota diante do Barcelona de Guayaquil, por 3 a 1. Para o auxiliar técnico Márcio Araújo, substituto do suspenso Fernando Diniz, a participação na competição servirá de aprendizado e amadurecimento à nova geração de Meninos da Vila.

“Nosso time é muito jovem, a média parece que é de 22 anos”, alertou Márcio Araújo. “Então, é um trabalho excepcional nesse sentido. O resultado é insatisfatório, claro, mas vamos colher frutos com esses jovens no futuro”, apostou. O Peixe salvou ao menos uma vaga no mata-mata da Copa Sul-Americana e, além do Brasileirão, jogará também a Copa do Brasil.

Como a diretoria do Santos está fazendo uma adequação financeira no clube e investirá pouco em reforços, essa base utilizada na Libertadores deve ser utilizada por todo o ano. “Não podemos olhar só o momento. Precisamos de equilíbrio e moderação. Temos Kaiky, Ângelo, (Gabriel) Pirani, Kaio Jorge, Marcos Leonardo, Lucas Braga, Kevinà Muitos jovens. A desclassificação na Libertadores vai preparar os jovens para o que vem na frente”, enfatizou.

Amanhã (29), às 20h, o Santos visita o Bahia, na abertura do Brasileirão. Marinho, ainda tratando de problema muscular, deve seguir fora da equipe. Kaio Jorge negocia a renovação do contrato. Ontem (27) o Peixe anunciou dois reforços: o lateral-esquerdo Moraes e o meia-atacante Marcos Guilherme. O primeiro foi emprestado pelo Atlético-GO até abril de 2022 e o segundo, cedido pelo Internacional até junho do ano que vem. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)