Buscar no Cruzeiro

Buscar

Paulistão

Marinho tem lesão e dificilmente joga

08 de Maio de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
O atacante sente dores na coxa esquerda.
O atacante sente dores na coxa esquerda. (Crédito: IVAN STORTI / SANTOS FC (4/5/2021))

O Santos informou ontem (7) que o atacante Marinho teve constatada lesão de grau um -- a mais leve -- na coxa esquerda após ser submetido a exames. O jogador passará por um tratamento intensivo no CT Rei Pelé e será reavaliado diariamente pelo departamento médico do clube. Dificilmente, porém, terá condições de enfrentar o São Bento, amanhã (9), na Vila Belmiro.

O Santos não diz se Marinho está fora do jogo. No entanto, é improvável que ele consiga se recuperar a tempo para a partida que vale a permanência do alvinegro praiano na primeira divisão do Campeonato Paulista.

Marinho sofreu a lesão muscular na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, no Allianz Parque. Ele sentiu dores na coxa esquerda após dar um chute ao gol no final do primeiro tempo e foi substituído pelo jovem atacante Ângelo. Foi dele o passe para o primeiro gol da equipe, anotado por Kaio Jorge.

Com a lesão, Marinho, principal jogador do Santos e que ganhou ainda mais importância no elenco depois da saída de Soteldo para o Toronto FC, do Canadá, também é dúvida para outro compromisso decisivo: o duelo diante do Boca Juniors, terça-feira, na Vila Belmiro, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores. O time paulista precisa vencer para seguir vivo no torneio.

Outra baixa é o volante e capitão Alison, que tem um desconforto na perna esquerda. Ele já desfalcou o time no clássico contra o Palmeiras.

Fernando Diniz

O jogo decisivo contra o São Bento não será a estreia de Fernando Diniz no Santos. Ela será contra o Boca Juniors, terça-feira, na Vila Belmiro, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores. Contra o Azulão, o Peixe seguirá sob o comando do auxiliar Marcelo Fernandes.

Diniz chega para substituir o argentino Ariel Holan, que pediu demissão do clube há dez dias, depois de uma breve passagem.

Ex-São Paulo -- e com início de carreira no Votoraty e Atlético Sorocaba --, o técnico de 47 anos assinou um contrato de um ano, com possibilidade de prorrogá-lo por mais um. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)