Buscar no Cruzeiro

Buscar

Paulistão

Verdão ainda briga contra a eliminação

Só a vitória contra o Mirassol mantém equipe viva no Paulistão

25 de Abril de 2021 às 00:01
Estadão Conteúdo
Fabinho (com a bola) ganha nova chance em meio à maratona de jogos.
Fabinho (com a bola) ganha nova chance em meio à maratona de jogos. (Crédito: CESAR GRECO / PALMEIRAS.COM.BR)

Envolvido em uma desgastante maratona de jogos, o Palmeiras volta a campo hoje para enfrentar o Mirassol, às 20h, em duelo da oitava rodada do Campeonato Paulista. No Allianz Parque, o atual campeão estadual tenta consolidar a reação na temporada com a terceira vitória consecutiva que manteria a equipe na briga pela classificação ao mata-mata do torneio.

O Palmeiras vem de vitórias sobre Universitario, do Peru, pela Copa Libertadores, e Guarani, pelo Paulistão. Mesmo com atuações irregulares e longe do desempenho que o levou a ser campeão continental e da Copa do Brasil, o time de Abel Ferreira deu uma resposta rápida depois de uma sequência de quatro jogos sem vencer.

Ainda assim, corre risco de ser eliminado precocemente na primeira fase do Paulistão, visto que está na terceira colocação, com 12 pontos, cinco a menos que o Novorizontino, segundo colocado, e a oito do líder Red Bull Bragantino. Uma vitória hoje, portanto, faria a distância para o rival de Novo Horizonte cair para dois pontos e manteria a equipe na briga pela classificação às quartas em uma chave em que seus rivais fazem ótimas campanhas.

Com pouco tempo para treinar e descansar e de olho em seu segundo compromisso da Libertadores, contra o Independiente del Valle, terça-feira, o Palmeiras enfrentará o Mirassol com reservas. A formação deve ser semelhante à que começou o duelo com o Botafogo de Ribeirão Preto, há uma semana. Isto é, repleta de jovens oriundos das categorias de base. Fabinho e Giovani são os principais garotos que tendem a receber uma nova chance. Suspenso na competição continental, o zagueiro Alan Empereur também será titular.

“É preciso coragem para apostar nestes garotos, junto com a experiência do Felipe Melo, do Willian, afirmou o técnico Abel Ferreira. Contra o Guarani, a estratégia não funcionou e o português desfez a formação com três defensores no intervalo, colocando Rafael Elias na vaga de Henri. Resta saber qual disposição tática o treinador lançará mão desta vez. Certo é que ele diz se sentir confortável no clube, apesar das cobranças de parte da torcida -- a maioria se manifestou a favor do treinador.

Leão embalado

O técnico Eduardo Baptista, por sua vez, novamente terá quase todo o elenco à disposição para o duelo no Allianz Parque. O único desfalque do Leão segue sendo Vinícius, que está se recuperando de uma cirurgia no joelho. Com isso, a expectativa é que o time seja o mesmo que derrotou o Botafogo por 2 a 1, no começo da semana.

Baptista testou algumas mudanças, mas indicou a manutenção da equipe. Ernades chegou a treinar no lado esquerdo. No entanto, Moraes deve seguir entre os titulares no setor. No ataque, a principal briga é entre Diego Gonçalves e Rafinha, mas o gol contra o Botafogo deve ter garantido para o primeiro um lugar entre os 11

O Mirassol entra na rodada com 11 pontos, brigando diretamente pela liderança do Grupo D, com Santos e Guarani. (Ricardo Magatti - Estadão Conteúdo)

PALMEIRAS x MIRASSOL

Palmeiras - Weverton; Gustavo Garcia, Henri, Alan Empereur e Victor Luis; Fabinho, Pedro Bicalho e Zé Rafael; Lucas Esteves, Giovanni e Rafael Elias. Técnico: Abel Ferreira

Árbitro - Douglas Marques das Flores

Local - Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário - 20h

Mirassol - Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Reniê e Moraes; Luís Oyama, Neto Moura e Cássio Gabriel; Fabrício, Pedro Lucas e Rafinha. Técnico: Eduardo Baptista