Buscar no Cruzeiro

Buscar

Paulistão

Sextou com ‘S’ de...

São Paulo derrota o Santo André e soma seis vitórias em 14 dias

24 de Abril de 2021 às 00:01
Estadão Conteúdo
Vitor Bueno marcou o segundo gol do Tricolor, aos oito minutos do segundo tempo.
Vitor Bueno marcou o segundo gol do Tricolor, aos oito minutos do segundo tempo. (Crédito: RUBENS CHIRI / SAOPAULOFC.NET (23/4/2021))

O São Paulo está adorando esse negócio de jogar toda hora. Ontem (23), no Morumbi, obteve a sexta vitória seguida desde a retomada do futebol. Desta vez, fez 2 a 0 no Santo André, pelo Paulistão. Nos últimos 14 dias, foram cinco triunfos pelo Estadual e um pela Copa Libertadores.

A vitória deixou o Tricolor ainda mais perto da classificação à próxima fase. Lidera o Grupo B, com 22 pontos em nove jogos -- a Ferroviária tem 10 em sete partidas. O Santo André está em situação difícil no Grupo A: são seis pontos em sete jogos, em terceiro, na chave liderada pelo Corinthians, que tem 18 em nove confrontos.

O técnico Hernán Crespo escalou Miranda desde o início, possivelmente já pensando no jogo de quinta-feira contra o Rentistas, do Uruguai, pela Libertadores, pois Léo está suspenso. Rodrigo Nestor voltou a ser escalado como titular. No ataque, com Pablo suspenso, ele optou novamente por Vitor Bueno, ao lado do veloz Rojas.

E foi o equatoriano quem colocou o time na frente, logo aos oito minutos. Ele roubou uma bola de Pedro Vitor ainda no seu campo, disparou como uma flecha em direção ao gol e já na área, ao perceber a saída de Fernando Henrique, deu um toque sutil, no canto esquerdo do goleiro. O atacante deu uma arrancada de 59 metros.

“Estou muito agradecido pela confiança e o respaldo que meus companheiros me deram, não é fácil ficar tanto tempo fora”, disse no intervalo Rojas, que ficou mais de anos sem jogar por causa de grave contusão. “Estou superagradecido pela oportunidade que o Crespo me deu.”

Confortável em campo, o São Paulo esteve perto do segundo gol aos 16 minutos, com Vitor Bueno. Fernando Henrique conseguiu defender o chute. O Ramalhão só ameaçou aos 37’, e ainda assim graças a um erro de passe de Rojas. Ramón bateu e Volpi desviou, em ótima defesa. Aos 39’, Reinaldo se precipitou após receber de Vitor Bueno e bateu para fora do gol do Santo André.

O jogo não mudou taticamente na etapa final. Rojas quase marcou de novo aos seis minutos, mas aos oito o São Paulo aumentou a vantagem. Daniel Alves deu um belo passe para Vitor Bueno, que entrou livre e tocou na saída do goleiro. Só então o Santo André ameaçou se tornar um pouco mais agressivo, em duas chances de Caio Rangel, aos 15’, e aos 28’.

Voluntarioso, o time do ABC ainda tentou o gol com Bruno Santos, exigindo nova defesa de Volpi, e Gegê. Mas a última chance da partida foi de Léo, que jogou os minutos finais no lugar de Reinaldo. Mas ele pegou mal na bola e perdeu a oportunidade de ampliar a vitória. (Almir Leite - Estadão Conteúdo)

SÃO PAULO 2 x 0 SANTO ANDRÉ

São Paulo - Volpi; Arboleda, Miranda e Bruno Alves; Daniel Alves, Rodrigo Nestor (Luan), Igor Gomes (Talles), Luciano e Reinaldo (Léo); Joao Rojas (Bruno Rodrigues) e Vitor Bueno (Benítez). Técnico: Hernán Crespo

Santo André - Fernando Henrique; Marcos Martins, Pedro Vitor, Rodrigo e Bruno Santos; Fraga (Caio Rangel), PH (Vitinho), Marino (Paulo Roberto) e Gegê; Ramon (Thiago Marques) e Minho (Rone). Técnico: Paulo Roberto Santos

Gols - Rojas, aos 8 minutos do 1º tempo; Vitor Bueno, aos 8 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos - Luciano, Rodrigo Nestor, Fraga

Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)