Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Não tem nada ganho

02 de Março de 2021

Não tem nada ganho O gol do Palmeiras, marcado por Gustavo Gómez (esq.), saiu em um falha geral da defesa gremista. Crédito da foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras (28/2/2021)

Com a vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, anteontem (28), em Porto Alegre, na partida de ida da final da Copa do Brasil, o Palmeiras precisa de um empate no domingo (7), no Allianz Parque, para ser campeão. O gol fora de casa não é critério de desempate na decisão.

O técnico Abel Ferreira ficou satisfeito com a vitória, mas pediu uma equipe “alerta” para a partida da volta, em razão do poder ofensivo do rival gaúcho. “Vamos continuar focados nas tarefas individuais e coletivas. Nós entramos muito bem no jogo, criamos muito perigo logo no começo, mas o Grêmio replicou, dividiu o jogo, procurou atacar com sua qualidade que tem. Fizemos um jogo muito consistente, acho que as oportunidades mais perigosas foram as nossas”, comentou o treinador.

O gol do Palmeiras saiu em uma falha geral da defesa do Grêmio, que deixou Gustavo Gómez sozinho no meio da área depois da cobrança de escanteio pela direita de Raphael Veiga. Aos 31 minutos, completamente livre, o zagueiro paraguaio cabeceou forte, o goleiro Paulo Victor até fez a defesa parcial, mas não evitou o gol em uma jogada ensaiada e repetida várias vezes pelo Palmeiras ao longo da temporada.

A vitória poderia ter sido mais tranquila ou até por um placar mais elástico se o zagueiro Luan não tivesse sido desleal e violento em uma disputa de bola com Diego Souza no segundo tempo. O jogador palmeirense desferiu uma cotovelada no olho esquerdo do adversário e foi merecidamente expulso.

Naquele momento da partida, o Palmeiras já vencia por 1 a 0, tinha o controle do jogo e dominava as ações ofensivas. O segundo gol parecia somente questão de tempo, mas a história do jogo se inverteu e o time sofreu muito até o final para segurar a vantagem. Abel lamentou estas chances perdidas. “Infelizmente hoje (domingo) só fizemos um gol. Depois da expulsão o Grêmio tomou conta da posse, tentou entrar por fora e por dentro. Foi parecido com o jogo do Brasileiro em casa. Hoje fomos eficazes na defesa, acho que fomos justos vencedores desta primeira parte.”

Sobre a expulsão, Abel evitou criticar Luan, que acertou uma cotovelada no rosto de Diego Souza, aos 19 minutos do segundo tempo. “São situações que acontecem no jogo. Eu já falei com o Luan, sei que os jogadores querem proteger a bola, ele é alto, tentou proteger. Sei que as pessoas vão dizer que foi imprudente. Eu fui jogador, sei como são esses lances, temos que proteger. Infelizmente o adversário era menor que ele.”

O Palmeiras retornou de Porto Alegre na manhã desta ontem (1º). À tarde, os jogadores que atuaram pouco e os que não jogaram participaram do primeiro treino para o jogo contra o Corinthians, que será amanhã (3), às 19h, pelo Paulistão. Abel deverá escalar reservas no confronto. (Estadão Conteúdo)

GRÊMIO 0 x 1 PALMEIRAS

Grêmio - Paulo Victor; Victor Ferraz (Churín), Paulo Miranda (Thaciano), Kannemann e Diogo Barbosa; Maicon (Ferreira), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Isaque); Alisson (Vanderson), Pepê e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho

Palmeiras - Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gómez e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo) e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Rony (Mayke), Wesley (Alan Empereur) e Luiz Adriano (Gabriel Veron). Técnico: Abel Ferreira

Gol - Gustavo Gómez, aos 32 minutos do 1º tempo

Cartões amarelos - Diogo Barbosa, Kannemann e Vanderson (Grêmio); Willian (no banco de reservas) e Zé Rafael (Palmeiras)

Cartão vermelho - Luan (Palmeiras)

Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Local - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)