Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Monteiro vence no Aberto da Austrália

09 de Fevereiro de 2021

Monteiro vence no Aberto da Austrália Brasileiro derrotou o eslovaco Andrej Martin por 3 sets a 0. Crédito da foto: William West / AFP (8/2/2021)

O tenista brasileiro Thiago Monteiro, número 1 do País no ranking da ATP, estreou ontem (8) com vitória no Aberto da Austrália, um dos quatro Grand Slam do circuito mundial. O cearense de 26 anos derrotou o eslovaco Andrej Martin por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (8/6), 6/1 e 6/2, passando à segunda rodada.

Nela, Monteiro enfrentará o vencedor do confronto entre o russo Andrey Rublev e o alemão Yannick Hanfmann, que seria realizado na madrugada de hoje (9).

A vitória na estreia foi inédita para a carreira do brasileiro. Em 2017 e 2020, caiu na estreia. Após grande grande campanha no ATP 250 de Melbourne, quando chegou à semifinal, perdendo do italiano Stefano Travaglia por 2 sets a 0 -- 6/3 e 6/4 -- no último sábado, Monteiro entrar no grupo dos 70 melhores tenistas do mundo, ficando perto da vaga para Tóquio-2020.

O atual número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, não teve trabalho para derrotar o francês Jeremy Chardy, por 3 sets a 0 -- parciais de 6/3, 6/1 e 6/2. Maior campeão do Aberto da Austrália, com oito títulos, Djokovic tem um histórico de 76 vitórias e apenas oito derrotas em Melbourne. O sérvio venceu as duas últimas edições e defende uma invencibilidade de 15 jogos. Seu próximo adversário será o norte-americano Frances Tiafoe, de 23 anos e 64º do ranking da ATP, que derrotou Stefano Travaglia por 3 sets a 0 -- parciais de 7/6 (7/5), 6/2 e 6/2.

O austríaco Dominic Thiem, terceiro do ranking, derrotou o casaque Mikhail Kukushkin por 3 sets a 0 -- 7/6 (7/2), 6/2 e 6/3. Terceiro mais bem cotado ao título e vice-campeão no ano passado, vai enfrentar o alemão Dominik Koepfer, que bateu o boliviano Hugo Dellien. O alemão Alexander Zverev, sétimo colocado do ranking, saiu perdendo para o americano Marcos Giron, mas virou por 3 sets a 1 -- 6/7 (8/10), 7/6 (7/5), 6/3 e 6/2. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)