Esporte

Marquinhos Santos é apresentado e começa a treinar o São Bento

Esdras Felipe Pereira – esdras.pereira@jornalcruzeiro.com.br

Marquinhos Santos, de 39 anos, foi apresentado oficialmente como o novo técnico do São Bento na tarde desta segunda-feira (2), na sala de imprensa do Estádio Municipal Walter Ribeiro (CIC). O presidente do clube, Márcio Rogério Dias, falou em mudança de ciclos, acrescentando que a chegada de do profissional representa o início de “uma nova história”. E essa nova história começará oficialmente nesta quarta-feira (4), às 20h30, quando o Azulão encara o CRB, no Estádio Rei Pelé, em Alagoas, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe sorocabana é a 12ª na tabela, com 17 pontos. O adversário é o penúltimo, com 12.

O treinador prometeu muito suor e dedicação no dia a dia, o que ficou evidente logo de cara. Assim que a apresentação foi encerrada, Marquinhos Santos desceu aos vestiários para a primeira conversa com os atletas, junto do auxiliar Edson Borges. Minutos depois, o terno que vestia para a entrevista com os jornalistas deu vez ao uniforme do clube e um apito nas mãos, dentro do campo.

Leia mais  Palmeiras anuncia a contratação de Ricardo Goulart por empréstimo

A atividade, acompanhada pela imprensa, já mostrou um pouco das características do profissional: após um rápido aquecimento, ele promoveu uma espécie de coletivo em que ia paralisando sempre que desejava passar alguma orientação ou corrigir o posicionamento dos jogadores.

Durante a apresentação, Marquinhos Santos afirmou que conhecia “virtualmente” o elenco. Disse que pretende dar continuidade ao trabalho feito por Paulo Roberto Santos, mas implantando a própria metodologia. O treinador se autodenominou um “apaixonado pela parte tática e por treinamentos”, citando que costuma, por exemplo, ler artigos e usar materiais de apoio para poder compreender melhor o futebol.

“Meu modelo de jogo costuma ter equipes bem compactas, com bastante verticalização no jogo”, completou. Ele estava no Londrina antes de chegar a Sorocaba. Foi, inclusive, o técnico responsável por quebrar a invencibilidade do São Bento na Série B, com a vitória por 1 a 0, na 12ª rodada.

Leia mais  Projeto de concessão do CIC volta à Câmara dos Vereadores

O novo comandante tratou o jogo de amanhã como “a nossa final de Copa do Mundo”. Quando questionado se gostaria de trazer reforços, comentou que confia e acredita no grupo. “É preciso dar crédito a um elenco que ficou 11 jogos sem perder.” Afirmou, também, que pretende observar o trabalho feito com as categorias de base, algo incipiente no clube. “Tenho paixão pela base. Gosto de revelar jogadores”, declarou, lembrando de nomes que lançou, como o de Anderson Talisca, no Bahia, e Marcelo Cirino, no Atlético Paranaense.

Marquinhos Santos, em breve, completará seis anos de carreira em times profissionais: são 272 jogos, 117 vitórias, 69 empates e 86 derrotas. O primeiro clube do currículo foi o Coritiba, em 8 de setembro de 2012, quando ganhou por 3 a 0 do Flamengo na estreia, no Couto Pereira.

Técnico foi campeão na Copinha de Votorantim

Leia mais  Soteldo veste a 10 do Santos e agradece confiança de Sampaoli


Entre os tópicos abordados na coletiva de imprensa, Marquinhos Santos foi lembrado de uma conquista “próxima” a Sorocaba. O primeiro título dele como treinador (ainda na base) veio numa Copa Brasil Sub-15, em Votorantim. O ano era 2007, quando ele comandava o Atlético Paranaense.

Naquela oportunidade, o Furacão, que tinha o atacante Pablo, hoje do elenco profissional, venceu o Cruzeiro por 1 a 0 na decisão, com um gol do lateral-esquerdo Dennis. “Aquele Cruzeiro tinha o Dudu, que hoje está no Palmeiras”, lembrou. À época, o atacante Neymar participou da competição, vestindo a camisa do alvinegro da Baixada Santista.

Além da lembrança, o treinador, que é natural de Santos, comemorou o fato de poder treinar um time paulista pela primeira vez na carreira. “Quando estava vindo para cá, passando pela “serrinha” em Juquiá, já comecei a sentir uma emoção diferente. Vir para cá foi uma escolha do coração”, concluiu.

Comentários