Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Magnus Futsal é bicampeão invicto da Liga Nacional de Futsal

20 de Dezembro de 2020

Magnus Futsal é bicampeão invicto da Liga Nacional de Futsal Crédito da foto: Danilo Camargo / Magnus Futsal

O Magnus Futsal sagrou-se bicampeão da Liga Nacional de Futsal (LNF). Com a vitória na tarde deste domingo (20) sobre o Corinthians, por 3 a 0, no Ginásio Prof. João Carlos de Camargo, em Votorantim, os sorocabanos venceram a competição de maneira invicta. Foram 15 vitórias e três empates.

Os gols de Sorocaba foram marcados por Rodrigo (2) e Marinho. E o capitão do time preto e amarelo terminou a competição como artilheiro, com 14 gols marcados, e eleito o craque da LNF, em votação popular. Uma campanha histórica, que faz o clube sorocabano ser a primeira equipe a vencer a Liga sem perder um jogo sequer.

Os primeiros cinco minutos de jogo foram de uma disputa psicológica entre os atletas. Muitas discussões e pressões na arbitragem. Com a bola rolando, as duas primeiras boas oportunidades foram de Sorocaba. Danilo Baron e Rodrigo finalizaram forte, mas foram parados pelo goleiro Careca.

Mais volume ofensivo

A resposta corintiana veio com Batalha, que puxou o contra-ataque em alta velocidade e conseguiu bater com o pé direito para a defesa de Lucas Oliveira. O goleiro sorocabano apareceu mais uma vez após a cobrança de falta de Jackson Samurai. O camisa 3 caiu no canto direito baixo para evitar o primeiro gol.

Magnus Futsal é bicampeão invicto da Liga Nacional de Futsal O capitão do time preto e amarelo terminou a competição como artilheiro, com 14 gols marcados, e eleito o craque da LNF, em votação popular. Crédito da foto: Danilo Camargo / Magnus Futsal

O Magnus tinha mais volume ofensivo, conseguia ocupar a quadra corintiana, mas tinha dificuldades de chegar ao gol de Careca por conta de erros nas finalizações e também da forte marcação do adversário. O trabalho defensivo era forte do Corinthians que antes mesmo dos 10 minutos o time da capital paulista atingiu as cinco faltas.

E foi em uma cobrança de falta que Sorocaba abriu o placar. Após cometer a sexta falta, os corintianos deram a chance de um tiro livre direto para os sorocabanos. Na cobrança, o fixo Rodrigo bateu com categoria para abrir o marcador: 1 a 0. Por pouco, o Magnus não empatou com Charuto. Leandro Lino tocou para o pivô, que finalizou para a defesa de Careca.

Magnus na defesa

No início da segunda etapa, Pedrinho perdeu uma ótima oportunidade. Leandro Lino fez grande jogada, livrou-se da marcação e tocou para o ala, que livre e sem o goleiro na frente, acertou a trave. O Corinthians subiu a marcação e começou a ocupar mais a quadra ofensiva, a primeira boa chance foi na finalização de Jackson Samurai, defendida por Lucas.

Em contra-ataque, Sorocaba mais uma vez parou na trave. Danilo Baron fez um corte lindo para cima de Éder Lima, deixando o fixo corintiano no chão, e mandou na trave direita de Careca. Na sequência, Jackson Samurai mandou um chute forte e parou em nova intervenção do goleiro sorocabano.

Aos 13 minutos, o ala Murilo fez falta em Danilo Baron e foi expulso por levar o segundo cartão amarelo. Com um jogador a mais, o Magnus voltou a ocupar a quadra ofensiva. Na marcação pressão, Ricardinho recuperou a bola dentro da área e rolou para Rodrigo, que sofreu o pênalti. Na cobrança, o capitão ampliou: 2 a 0.

Até goleiro-linha

Precisando buscar pelo menos um empate para seguir vivo na luta pelo título, o Corinthians colocou goleiro-linha para aumentar a capacidade ofensiva. E foi assim que levou o terceiro gol, quando perdeu a bola no contra-ataque, o fixo Marinho só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio: 3 a 0.

No minuto final, o Timão seguiu pressionando, ficou com a bola, mas parou na excelente marcação sorocabana. Com o título, Sorocaba tornou-se a primeira equipe a ganhar a Liga Nacional de Futsal (LNF) de maneira invicta. Um bicampeonato invicto para o clube de apenas sete anos de vida. (Zeca Cardoso)