Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Liverpool vence o Flamengo e conquista o Mundial de Clubes da Fifa

21 de Dezembro de 2019

Finaldo Mundial de Clubes da Fifa 2019 Roberto Firmino comemora o gol do Liverpool marcado contra o Flamengo. Crédito da foto: Giuseppe Cacace (21/12/2019)

O sonho do bicampeonato mundial do Flamengo acabou nos pés de um brasileiro. Um gol de Roberto Firmino, marcado na prorrogação, deu ao Liverpool a vitória por 1 a 0 sobre o time carioca na decisão do Mundial de Clubes da Fifa.

A partida foi disputada neste sábado (21) no estádio Khalifa International, em Doha, no Catar. Foi a primeira vez que o clube inglês, seis vezes campeão da Europa, conquistou o título.

O Flamengo tinha a esperança de repetir a história de 1981, quando derrotou o Liverpool no Japão, e fez uma ótima partida, encarando os campeões europeus de igual para igual. O time inglês, porém, foi capaz de manter o ritmo elevado por mais tempo e, graças a isso, conquistou a taça.

Começo do jogo

Os primeiros cinco minutos da decisão foram um pesadelo para o Flamengo. O Liverpool se lançou a pressionar furiosamente a saída de bola dos brasileiros e o time comandado pelo português Jorge Jesus demorou para se acostumar ao ritmo acelerado da partida.

Aos poucos, o Flamengo foi se sentindo mais confortável em campo e a partida se tornou uma batalha entre duas equipes que jogam em alta voltagem. E o campeão da Copa Libertadores passou a ter a bola por mais tempo, envolvendo a defesa inglesa com passes precisos e apostando tudo na velocidade de Bruno Henrique, um pesadelo para os defensores do Liverpool.

Tal qual na primeira etapa, a equipe rubro-negra conseguiu esfriar o adversário e teve o domínio das ações por uma grande quantidade de tempo. E, desta vez, conseguiu uma boa chance de gol: aos oito minutos, Gabriel mandou um chute cruzado de direita e Alisson fez uma ótima defesa para manter o 0 a 0 no placar.

Cansaço

A tal da intensidade do jogo, altíssima, acabou custando caro ao Flamengo. O cansaço passou a ser um adversário muito duro para a equipe carioca e Jorge Jesus decidiu tirar Everton Ribeiro e Arrascaeta de campo. Com isso, o time perdeu o protagonismo da partida e viu o Liverpool, em melhor condição física, aproximar-se perigosamente do gol da vitória.

Nos acréscimos do segundo tempo, um susto: Sadio Mané arrancou com a bola e caiu na área após uma disputa com Rafinha. O árbitro chegou a anotar o pênalti, mas a marcação foi anulada graças à intervenção do VAR.

[gallery columns="1" link="file" size="medium" ids="201798,201796"]

Ironicamente, uma partida entre duas equipes ofensivas terminou empatada por 0 a 0, o que levou a decisão à prorrogação. Foi quando o Flamengo levou um golpe que se mostrou fatal. Aos oito minutos, Mané foi lançado em um contra-ataque e teve a calma necessária para encontrar Firmino, que estava entrando na área sem marcação. O brasileiro tirou Diego Alves e Rodrigo Caio da jogada e mandou a bola para o gol vazio.

O Flamengo tinha, então, mais de 20 minutos para buscar o empate. A vontade era enorme, mas a mistura de cansaço e nervosismo impediu o time brasileiro de articular boas jogadas de ataque. E, quando a chance finalmente apareceu, aos 14 do segundo tempo, Lincoln mandou a bola para a arquibancada. (Estadão Conteúdo)

LIVERPOOL 1 x 0 FLAMENGO

Liverpool - Alisson; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk e Robertson; Henderson, Keita (Milner) e Oxlade-Chamberlain (Lallana); Salah (Shaqiri), Roberto Firmino (Origi) e Mané. Técnico: Jürgen Klopp

Flamengo - Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão (Berrío), Gerson (Lincoln), Everton Ribeiro (Diego) e Arrascaeta (Vitinho); Gabriel e Bruno Henrique Técnico: Jorge Jesus

Gol - Roberto Firmino, aos 8 minutos do primeiro tempo da prorrogação

Cartões amarelos - Roberto Firmino, Mané, Salah e Milner (Liverpool); Diego e Vitinho (Flamengo)

Árbitro - Abdulrahman Al Jassim (Fifa/Catar)

Local - Estádio Khalifa International, em Doha (Catar)

Público - 45.416 torcedores

Renda - Não disponível