Esporte

Hernanes e Sara treinam no São Paulo

Em má fase, o São Paulo ainda não venceu em 2021. O time, assim, perdeu a liderança do Brasileirão para o Internacional
O Profeta está de volta, após cumprir isolamento e se recuperar da Covid-19. Crédito da foto: Rubens Chiri /  São Paulo FC.Net

O retorno de Hernanes foi a principal novidade ontem (26) no treino do São Paulo. O meio-campista está recuperado do novo coronavírus e participou da atividade no CT da Barra Funda, na reapresentação do elenco após o empate por 1 a 1 com o Coritiba, sábado, no Morumbi. O meia Gabriel Sara, que ficou fora do confronto, também foi ao campo.

Hernanes, assim, está à disposição do técnico Fernando Diniz para o duelo com o Atlético Goianiense, domingo, fora de casa, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após testar positivo para o coronavírus em 16 de janeiro, o meia ficou fora dos duelos com Athletico-PR, Internacional e Coritiba.

Gabriel Sara sentiu uma indisposição momentos antes do duelo de sábado e foi deixado de fora da escalação pelo técnico Fernando Diniz. Assim, ele apostou em Tchê Tchê para compor o meio-campo com Luan, Daniel Alves e Igor Gomes.

Leia mais  Pai e filho sorocabanos correm rali no sul do país pela primeira vez juntos

Nesta retomada das atividades, Gabriel Sara fez um trabalho mais leve do que os seus companheiros. Mas deve retomar o ritmo normal nos próximos dias, fazendo a sua volta ao time contra o Atlético-GO. Já Hernanes deve ser opção no banco de reservas para Diniz.

Em má fase, o São Paulo ainda não venceu em 2021. O time, assim, perdeu a liderança do Brasileirão para o Internacional e está com 58 pontos, na segunda posição e a quatro do primeiro colocado.

Emboscada

A diretoria do São Paulo utilizou ontem (26) as redes sociais e seu site oficial para discordar da determinação do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) em liberar, na segunda-feira (25), nove dos 14 presos responsáveis pelo ataque ao ônibus do clube no sábado, antes da partida contra o Coritiba, no Morumbi, pelo Brasileirão.

Em uma emboscada, cerca de 30 torcedores apedrejaram e dispararam rojões em direção ao ônibus do São Paulo no final da ponte Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo. Ninguém da comissão técnica ou jogadores ficou ferido. (Estadão Conteúdo)

Leia mais  Timão joga com o Bragantino

 

Comentários