Esporte

Grafite resgata memória do SC Savoia em Votorantim

Esdras Felipe Pereira – esdras.pereira@jornalcruzeiro.com.br

O muro branco em frente ao Estádio Municipal Domênico Paolo Metidieri, em Votorantim, ganhou um trabalho artístico para resgatar a memória do Sport Club Savoia, fundado há 118 anos na cidade. A obra é parte do projeto Grafite Legal, instituído pela Lei 2.541, de maio deste ano, de autoria do ex-secretário de Esportes e agora vereador Luciano Silva (PSDB). A intervenção foi concluída no último dia 18 pelo artista Jefferson Sanches, o Bode, e o ajudante Tatu.

A ideia de preservar as lembranças do time é do historiador Jesse James dos Santos, dando continuidade ao que fazia o pai dele, João dos Santos Júnior. Jesse, que trabalha na Secretaria da Cultura, Turismo e Lazer (Sectur) do município, entrou em contato com o parlamentar para sugerir a ideia relacionada ao Savoia. “Não havia qualquer placa ou monumento na cidade sobre o clube. A gente precisa contar essa história e escolhemos uma forma mais jovem”, explica.

Leia mais  Ana Patrícia e Rebeca são as novas rainhas da praia

Devido à proximidade com o Terminal João Souto, Jesse acredita que mais pessoas poderão notar a intervenção artística. “Na segunda-feira, passou uma senhora, acho que de uns 60 anos e, ao ver o grafite, contou que o pai dela jogou no Savoia e nunca tinha visto nada a respeito do clube. Então, colocando na via pública, a gente começa a contemplar a história”, disse. Ele também está escrevendo um livro sobre o clube, previsto para ser concluído em três anos. “Estou reunindo todo o acervo que meu pai guardou”, comenta.

Jesse, enquanto funcionário da Sectur, tem contato com crianças das escolas de Votorantim e percebe que poucas tem noção da representatividade do Savoia no passado. “Os jovens em geral não sabem que tinha um time profissional aqui, que jogou de igual para igual contra o São Paulo, Corinthians, inclusive com jogadores de seleção brasileira passando pela cidade”, recorda.

Leia mais  Clubes ingleses poderão estender contratos após 30 de junho

Para se ter uma ideia, o clube, que está entre os mais antigos do Brasil, foi o primeiro adversário do Palestra Itália, hoje Palmeiras, em 24 de janeiro de 1915, quando as equipes se enfrentaram no estádio Castelão, no bairro da Chave, com os visitantes vencendo por 2 a 0 com gols de pênaltis batidos por Bianco e Alegretti.

Comentários