Esporte

Goleada de 7 a 1 para a Alemanha faz 6 anos

O placar passou a ser usado para comentar sobre qualquer revés ou quando um duro golpe é sofrido
Crédito da foto: Reprodução / Instagram

Seis anos após a maior humilhação sofrida pela seleção brasileira, o 7 a 1 diante da Alemanha nas semifinais da Copa do Mundo de 2014 em casa se tornou um meme e uma piada frequente. O placar passou a ser usado para comentar sobre qualquer revés ou quando um duro golpe é sofrido. “Perdemos de 7 a 1” ou “esse foi mais um 7 a 1” são expressões incorporadas ao cotidiano.

No dia 8 de julho de 2014, a seleção alemã dominou o Brasil no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, impondo a maior derrota canarinha em seus 114 anos de história e a maior goleada sofrida por um campeão mundial. Diferentemente da derrota por 2 a 1 sofrida pelo Brasil na final da Copa do Mundo de 1950 no Maracanã contra o Uruguai (a tragédia que ficou conhecida como Maracanazo) — um trauma nacional –, a surreal derrota para os alemães foi encarada com um certo humor pelos brasileiros.

Naquele fatídico dia, a Alemanha encaminhou a vitória em menos de meia hora de jogo, com um 5 a 0 no placar que silenciaram o Mineirão, com gols de Thomas Müller, Miroslav Klose, Sami Khedira e dois de Toni Kroos. No segundo tempo, o atacante André Schürrle ainda marcou duas vezes e colocou o impressionante 7 a 0 no placar, antes de Oscar, no último minuto (90), marcar o gol de honra do Brasil.

Cinco dias depois, a Alemanha se tornou a primeira seleção europeia a conquistar uma Copa do Mundo nas Américas, se sagrando tetracampeã com uma vitória por 1 a 0 sobre a Argentina de Lionel Messi no Maracanã. (AFP)

Comentários