Esporte

Em dia de Soteldo, Santos mantém embalo e ganha apertado do lanterna Botafogo

Com mais três pontos, o Santos está em oitavo lugar, com 45 pontos
Bruno Henrique, do Santos, comemora seu gol marcado diante do Botafogo. Crédito da foto: Estadão Conteúdo.

Foi mais difícil que o esperado, com sustos, mas o Santos manteve o embalo na temporada, somando mais uma vitória na Vila Belmiro. Em dia de brilho de Soteldo e estrela do técnico Cuca, vitória apertada sobre o Botafogo, por 2 a 1, pelo Brasileirão.

Depois de um gol rápido e um segundo tempo mais produtivo, o Santos chegou ao triunfo graças a um gol do grandalhão Bruno Marques quando o jogo estava difícil e os cariocas seguravam o empate.

Soteldo foi o destaque santista com um gol e o passe preciso para Bruno Marques definir. Após cinco meses, Vladimir voltou bem e, apesar do gol sofrido de pênalti, trabalhou bem quando exigido. Com mais três pontos, o Santos está em oitavo lugar, com 45 pontos. E afundou o Botafogo na lanterna, com 23.

No embalo da classificação à decisão da Libertadores, após grande apresentação diante do Boca Juniors, mais uma vez o Santos iniciou pressionando. Se Marinho parou na trave aos três minutos diante dos argentinos, contra o Botafogo foi necessário o mesmo tempo para a rede balançar.

Diego Pituca bateu estranho para o gol e Soteldo apareceu no meio do caminho para abrir o placar. Diego Loureiro, nada pôde fazer. O jovem goleiro carioca ficou sabendo que ia jogar apenas na concentração, após um mal-estar de Diego Cavalieri.

Leia mais  Seleção feminina goleia a Argentina

O Santos também tinha novidade debaixo das traves. Com João Paulo suspenso e John Victor com a covid-19, Vladimir ganhou uma nova chance. E trabalhou bem, salvando o time de sofrer o empate logo após o gol.

Com o calor intenso na Vila Belmiro, em um dos dias mais quentes em Santos dos últimos meses, o time de Cuca se acomodou com a vantagem mínima e recuou. Evitando desgaste, quase não chegou mais ao ataque e acabou castigado antes do intervalo. Após um belo passe de Caio Alexandre, Matheus Babi foi derrubado na área por Laércio. Pênalti. Pedro Raul pegou a bola, ajeitou e igualou o marcador, nos acréscimos.

Cuca cobrou mais atenção de seus atletas nos vestiários. E voltou com Jobson para melhorar o meio-campo. Mesmo assim, nada de o futebol melhorar. Até a parada técnica, sustos apenas nas jogadas de bola parada. Marinho carimbou o travessão e exigiu boa defesa em cobranças de faltas.

O Botafogo lutava, mas pouco chegava. Quando conseguia passar do meio, esbarrava em Vladimir. Pedro Raul parou em boa defesa do goleiro santista. Ciente que o tropeço deixaria o time mais longe na luta por vaga na Libertadores via Brasileirão, Cuca optou pela mudança da tática não estava funcionando. Com Bruno Marques, apostou no jogo aéreo.

Leia mais  Magnus derrota o Brutos em amistoso

Na primeira chance, o atacante grandalhão parou em milagre de Diego Loureiro. Na segunda, o cabeceio foi preciso. Terceiro gol do centroavante no Brasileirão. No fim, o Botafogo ainda empatou, porém Matheus Nascimento, de somente 16 anos, estava impedido. A vitória foi de quem mais buscou o gol. O Botafogo segue na lanterna e o Santos, em estado de graça. (Estadão Conteúdo)

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 x 1 BOTAFOGO

SANTOS – Vladimir; Pará, Laércio, Alex Nascimento e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Sandry (Jean Mota) e Soteldo (Madson); Lucas Braga (Jobson), Marinho (Arthur Gomes) e Kaio Jorge (Bruno Marques). Técnico – Cuca.

BOTAFOGO – Diego Loureiro; Kevin (Cascardo), Marcelo Benevenuto Kanu e Victor Luís; Zé Wellison (Cícero), Caio Alexandre e Bruno Nazário (Lecaros); Kelvin (Davi Araújo), Matheus Babi e Pedro Raul (Matheus Nascimento). Técnico – Eduardo Barroca.

GOLS – Soteldo, aos três e Pedro Raul (pênalti), aos 46 minutos do primeiro tempo; Bruno Marques, aos 36 do segundo.

Leia mais  Borussia Dortmund vence Sevilla

CARTÕES AMARELOS – Laercio e Soteldo (Santos) e Kevin (Botafogo)

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos.

Comentários