Esporte

Magnus encara o Pato pelo bicampeonato da Liga Nacional

Partida final do campeonato começa às 11h, na Arena Sorocaba
Em busca do título
O fixo Rodrigo, artilheiro da Liga com 18 gols, cumpriu suspensão e reforça a equipe na busca do título nacional. Crédito da foto: Divulgação / Magnus Futsal

O Magnus Futsal entra em quadra neste domingo (8) para a decisão da Liga Nacional contra o Pato Futsal, às 11h, na Arena Sorocaba. No primeiro jogo, os sorocabanos foram derrotados por 3 a 2. Agora, precisam vencer no tempo normal para levar a partida para a prorrogação. No tempo extra, a equipe de Sorocaba tem a vantagem do empate para ficar com a taça — por ter melhor campanha no decorrer do campeonato.

Mas o pensamento do elenco tem que ser primeiro no 40 minutos iniciais. “Aproveitamos a semana para corrigir alguns erros e trabalhar os pontos deficientes. Temos que entrar em quadra focados para fazer um bom jogo e ir em busca da vitória no tempo normal, para só depois pensar em prorrogação”, analisou o treinador do Magnus, Ricardinho.

Ao longo de toda a semana, Sorocaba treinou no horário da partida. Desta vez, Ricardinho poderá contar com o fixo Rodrigo, que volta de suspensão após ter sido expulso na partida contra o Joinville, pela semifinal. O artilheiro da Liga Nacional, com 18 gols, estará no quinteto inicial. Assim, todo o elenco sorocabano está à disposição de Ricardinho.

Leia mais  Alex dá início ao trabalho no Tricolor

O ataque do Magnus é o melhor da competição. Foram 96 gols marcados. E essa será a tônica do clube sorocabano: ser mais ofensivo quando estiver com a bola, pressionar o Pato, que é o atual campeão da Liga. Outra preocupação é ter mais atenção nas faltas, já que o time sofreu um gol de tiro livre direto, ainda no primeiro tempo do jogo de ida, por ter cometido mais de cinco faltas no período.

“Temos de atacar mais e sufocá-los. Respeitando, lógico, a marcação, porque eles têm uma transição ofensiva muito boa. Mostrar para eles que vamos jogar dentro de casa e é a gente quem manda aqui. Impor o nosso jogo e não deixá-los entrar na partida. As faltas (feitas) no primeiro jogo foram fundamentais”, explicou o fixo Marinho.

Os ingressos para a final continuam à venda até o horário do jogo. O último lote custa R$ 20 e estará disponível na bilheteria da Arena, a partir das 9h. A carga total de bilhetes, que foram vendidos ao longo da semana, é de 4.200. A expectativa da equipe sorocabana é de um grande público para acompanhar a luta pelo segundo título da Liga Nacional. A primeira conquista veio em 2014, quando ainda era chamado como Brasil Kirin. (Da Redação)

Comentários