Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Djokovic ultrapassa Federer e se isola como maior número 1 da história

08 de Março de 2021

Djokovic conquistou nono título na Austrália. Agora são 18 Grand Slams na carreira. Crédito da foto: David Gray/AFP.

Novak Djokovic, 33 anos, entrou para a história mais uma vez nesta segunda-feira (8) ao tornar-se o tenista com mais semanas na primeira colocação do ranking da ATP, ultrapassando o suíço Roger Federer, 39 anos, que soma 310, agora uma a menos que o sérvio.

Nole, portanto, é o maior tenista da história no quesito, já que em 48 anos de ranking ninguém chegou a somar esse número antes. No top 5 ao lado dele e de Federer estão Pete Sampras (286), Ivan Lend (270) e Jimmy Connors (268). Rafael Nadal é o sexto, com 209 semanas como número 1.

O tenista chegou ao lugar mais alto do ranking em 4 de julho de 2011 e, desde então, ficou por ali em cinco momentos diferentes. A última vez foi em fevereiro de 2020, lembrando que, entre março e agosto, o ranking esteve congelado por conta da pandemia.

Djokovic é o atual campeão do Australian Open, quando bateu Medvedev na grande final. Foi seu nono título neste Grand Slam, que entra para a sua estante de 18 títulos deste porte. À frente dele estão Federer e Nadal, com 20 conquistas cada. Em Masters 1000, o sérvio tem incríveis 36 troféus. (Da Redação)