Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Corinthians reclama da arbitragem

06 de Novembro de 2020

Corinthians reclama da arbitragem Lucas Piton corria de costas quando bola bateu em seu braço. Crédito da foto: Reprodução / Tv Globo

O Corinthians foi eliminado da Copa do Brasil na última quarta-feira, em Belo Horizonte, ao empatar por 1 a 1 com o América-MG (havia perdido o primeiro jogo por 1 a 0). O Timão vencia o jogo até o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães assinalar pênalti de Lucas Piton que, convertido em gol, culminou no empate do Coelho e, consequentemente, na eliminação corintiana.

No lance, o lateral Lucas Piton corria de costas para a bola quando ela bateu em seu braço. O juiz foi alertado pelo árbitro de vídeo (VAR) comandado por Carlos Eduardo Nunes Braga, também do Rio, mas não fez a revisão do lance no monitor e assinalou a penalidade sem checagem.

Ontem, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, disse que iria recorrer à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para contestar a decisão do árbitro carioca. “Não vai ficar barato. Vou à CBF levar o protesto do Corinthians por esse pênalti absurdo e farei questão de ouvir o áudio da conversa do VAR. Arbitragens como essa de ontem (quarta) não tem cabimento”, disse o presidente corintiano, em seu perfil no Twitter.

Após o jogo, o técnico Vagner Mancini lamentou a eliminação e, sem apontar culpados, disse que a ordem agora é focar na disputa do Campeonato Brasileiro. Ele também reclamou da arbitragem. “Infelizmente estamos fora da Copa do Brasil por um erro de arbitragem. Foi um lance interpretativo, mas o atleta do América-MG estava entre a bola e nosso jogador. O árbitro errou em dar o pênalti. Mas isso não justifica”, ponderou.

Com a eliminação, o Corinthians tem apenas o Brasileirão para disputar até o final desta temporada. Instável, a equipe ocupa a modesta 11.ª colocação na tabela de classificação. Por isso, a ordem é focar na reabilitação do time na competição. O elenco permaneceu em Belo Horizonte e de lá vai para Goiânia, onde enfrentará o Atlético Goianiense, amanhã (7), às 21h. (Estadão Conteúdo)